quarta-feira, dezembro 16, 2009

Trabalhar sem horas extras de Janeiro a Janeiro!!!!


Não sei se percebi bem... os hipermercados querem obrigar os trabalhadores a fazerem mais 4 horas diárias extarordinárias sem as pagarem ? Extraordinário!

Não sei se o dono do Pingo Doce (não me ocorre o nome) também vai fazer esta proposta-obrigacionista aos seus queridos colaboradores. Aqueles que aparecem no anúncio da TV travestidos de gente feliz sem lágrimas, rindo e dançando em cores saturadas, numa encenação de um desses brasucas que fizeram do Acabado Lopes um Menino Guerreiro.

É que o patrão do Pingo, também feliz e querendo fazer parte agora daquele team de portugueses que decidiram apregoar que "Ok está bem a gente consegue!", um dos arautos do crescimento sem despedimentos, nem aumentos, nem nada para ninguém, talvez agora queira esse milagre da nova Economia: um admirável Mundo Novo, sem esse pormenorzinho irritante marxista da mais-valia, e esse monstro carregado de CO2 social: a luta de classes.

Não acredito que o não-pagamento de uns tostões por trabalho extra possa por em causa uma campanha alegre, que faz rebolar na tumba o genial António Ferro. É que aquele anúncio não é só uma campanha publicitaria. Aquele anúncio é por si um ícone da ideologia pequeno-burguesa e decadente do país, governado por uma agência de comunicação, e legitimada por uns milhões de figurantes que só querem aparecer para o boneco e não desempenharem um papel de cidadania na sociedade. Isto sem querer copiar o Presidente Sampaio!...

Mas até posso estar enganado. E afinal no Natal até há capitalistas bons que estão preocupados com o conforto dos seus "colaboradores". Citando o Padre Américo nesta época santa: não há rapazes maus. Eu acrescento: alguns capitalistas até são humanos: tanto dão uma esmola a um pobre como dão umas horas extras aos trabalhadores. Tudo bons rapazes.

1 comentário:

  1. Muito bem postado,tendo estado uns dias fora,sem
    sem la "chica net",deparo com este texto, e vá lá que alguém se atreve a meter o dedo na ferida.
    É que nos blogues este assunto é tabu.Tudo muito
    Natal.Os outros que verguem a mola 60 horas que eu gosto é de bolos....L.R.

    ResponderEliminar