quinta-feira, dezembro 17, 2009

Sócrates dá banhada à GNR e a Cavaco

Um dia negro para Sócrates. Deixa um batalhão da GNR à chuva durante mais de uma hora em Portalegre e leva uma pacteada monumental dos familiares que tinham ido ver a solene cerimónia.

Depois chega atrasado a umas jornadas parlamentares do PS em Beja, e justifica com um engano de cálculo: o seu assessor pensava que já havia auto-estrada entre Portalegre e Beja! O governo já faz auto-estradas virtuais, só falta entrar no Second Life!!!..

Mas o mais grave, e que demonstra um lamentável sentido de Estado, é ter faltado à posse dos novos Conselheiros de Estado e de ter feito gazeta ao encontro semanal com o PR. Para o Primeiro, primeiro está o partido e os camaradinhos, depois os assuntos de Estado.

O conceito de governação é uma coisa de velhadas. O que está a dar é um país governado por uma competente agência de comunicação. E se o ambiente está a dar para o torto pelo lado dos caciques locais...avança-se com a promessa da Regionalização, esse bolo aos famintos da província, pronto a entrar no forno quando a coisa estiver mesmo mal.

A sensação que se tem é que este governo tresanda a velho e decadente. E nem os trejeitos à La Manuela Moura Guedes da actriz Inês Medeiros na TVI24 a defender o PS sem um discurso coerente nem sólido (no fundo o que ela sabe é decorar papéis!) de uma mediocridade confrangedora fazem deste governo de perucas uma esperança para o 2010 que aí vem.

PS: Um relatório da OCDE divulgado hoje põe a Educação de Portugal a ombrear com a mexicana. Mas os alunos na casa dos 15 anos mostram um desempenho mais positivo. O facilitismo das avaliações aí está a dar frutos.

2 comentários:

  1. Luís, não o compreendo!
    Então, não devia estar satisfeito?

    Deixar a GNR à chuva não devia ser caso para você estar contente?

    Ainda por cima sem sequer terem os radares a funcionar!

    Você baralha-me -:)

    JJ

    ResponderEliminar
  2. Luiz:p.f.emende lá "pacteada" para PATEADA,antes que apareçam por aqui aqueles imbecis que tanto gostam de embirrar consigo.Que não é o meu caso,lhe asseguro eu!
    Quanto ao assunto:o que mais me admira é que,com excepção de uma referência ontem na Sic,não vi em mais lado nenhum o assunto da falta à reunião do Conselho de Estado. Nem nos jornais de hoje o assunto mereceu ser notícia!O que é estranho.
    Num País decente, esta falta de tão grave,seria objecto de censura pública e obrigaria o 1º.ministro a pedir desculpas públicas não só ao PR,como ao próprio C.Estado,e,sobretudo,ao País,pelo que isto representa de falta de consideração por um órgão que se supõe ter alguma importância!
    Porque, se não tem importância nenhuma, então acabe-se com ele! Não acha?
    Mas quanto ao Sócrates, isto só demonstra que este pândego não tem espinha dorsal!É um palerma!

    ResponderEliminar