domingo, dezembro 20, 2009

A inutilidade da CP ou Refer, ou lá como se chama!

O governo passa a vida a dizer ( e a ameaçar!) que o uso do comboio é bom, faz bem à saúde e que os cidadãos que usam o carro particular são umas bestas por duas razões: pagam um balúrdio de impostos vários para terem carro e ainda por cima poluem o Planeta que está à beira de sucumbir, por causa do conforto individual. Até a GALP que ganha milhões com o objecto do crime ecológico, o CO2, anuncia que vai dar bilhetes de comboio a quem atestar o carro. O cúmulo do cinismo e do oportunismo comercial.

Mas hoje leio no Público esta coisa fantástica:

Os computadores portáteis têm explodido quando ligados às tomadas dos comboios da CP e esta tem indemnizado os clientes, não sei se em Magalhães se em computadores decentes. O que é inacreditável não é a coisa fazer curto-circuito, porque não há uma regulação eficaz da electricidade que vem das cantenárias. O que é de ficar espantado é que a CP não admite sequer a instalação para breve de wireless ( que já devia ter há anos!) e que se compromete a resolver o problema das tomadas assassinas, mas só nos comboios Alfa. Nos intercidades vai ter de se esperar....3 anos! Mais tempo do que instalar a rede TGV !!!! Bendita empresa, grandes gestores!

Uma empresa que é suportada pelos contribuintes numa dívida de 1700 milhões de euros (não sei se estão a ver o que isto significa) não tem condições nem para satisfazer uma "atenção" básica aos utentes. E nem vamos repetir aqui a miséria do serviço a bordo, da qualidade do ar condicionado, do treme-treme das carruagens e por aí fora.

Com o que custa sustentar esta empresa parasita a solução era fácil: vendia-se a cangalhada ao sucateiro amigo do camarada Vara e com essa verba compravam-se autocarros de luxo movidos a biodiesel que conseguiriam bilhetes mais baratos e não subsidiados aqui pelos totós do costume.

Limpavam-se as travessas e os carris e faziam-se umas ecopistas bestiais, como o fizeram os municípios de Évora e Arraiolos. Até se poderia passar a ir de Lisboa ao Porto de bicicleta.

Que tal ?

1 comentário:

  1. Já que é reporter fotográfico e dá aulas a uns
    quantos interessados ora aí está um bom tema!!!
    é irem fotografar as condiçôes em que trabalham os ferroviarios na linha do OESTE...sabia?Não?Já
    agora seguiam até ao Porto,á praia de Valadares
    ao PARQUE DE CAMPISMO,e talvez fosse interessante
    fotografar este parque que vale MILHOES,e cujo negócio mais uma vez com o SANTO PATROCINIO DO "CAMARADA BEXIGA",sim, esse mesmo...,e agora
    surpresa...com o BES!!!Pois é...É que meu caro a CP não deve aquilo que o Sre escreve...entende?Ou
    é preciso explicar melhor???Já agora e como não quer a coisa:O PARQUE DE CAMPISMO É DO TEMPO DO SALAZAR E SEMPRE FOI USADO PELOS TRABALHADORES E FAMILIAS ASSIM COMO O DA PRAIA DAS MAÇAS..SABIA?
    Tudo isto vale milhôes e mais, o de Valadares fica mesmo mesmo, encostadinho aos IRMÃOS
    OLIVEIRINHAS...SABIA?COINCIDÊNCIAS NÉ? A merda
    não está nos comboios está no fedor dos seus GESTORES...Na ultima festa de Natal o "Boss" da CP até dançou SAMBA...pena que o Brasil esteja tão longe!!!LR.

    ResponderEliminar