segunda-feira, novembro 23, 2009

O bruxedo das certidões mandadas arquivar

Deixem-me ver se eu percebi esta cegada do arquivamento das escutas por parte do PGR.

Há uma investigação feita pela PJ e confirmada por dois juízes de Aveiro. Emitem várias certidões para o PGR. Ele dá seguimento a todas mas as que contêm conversas onde figura o primeiro-ministro são mandadas para o presidente do STJ, porque o PGR tem dúvidas. Mas antes de mandar as certidões para o STJ ficou com elas desde Junho porque não tinha todos os elementos. Depois do STJ se pronunciar,e não sabendo nós o teor do relatório, passou a ter todos os elementos e mandou arquivar.

A coincidência de só as certidões que tinham o PM a falar serem todas arquivadas e todas as outras não, é no mínimo uma coincidência tramada. Depois ficamos a pensar: será que os magistrados de Aveiro são assim tão incompetentes ao ponto de terem considerado válidas para investigação as tais 6 gravações mandadas para o lixo?

Pode não haver coincidências mas que há bruxas...ai não que não há!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário