sexta-feira, maio 15, 2009

O Circo do Sol

foto de Luiz Carvalho/Expresso, nos bastidores do Cirque du Soleil em Montreal, Canadá

Quero partilhar isto convosco: o Cirque du Soleil que está em Lisboa é uma pérola de vida. Tive o grande privilégio de ter estado nos bastidores da companhia, no Canadá, em Montreal, há duas semanas em reportagem para o Expresso (capa do Actual este sábado) e de ter percebido como só é possível chegar a um tão grande grau de excelência partindo de um conceito de equipa disciplinada, mas dirigida e partilhada por gente empenhada, inteligente e com o espírito aberto á criatividade. Uma equipa com líderes.
O Cirque du Soleil tem toda a cultura teatral dos anos sessenta, a disciplina do Grotovsky, a militância de Brecht e a filosofia do que é ser artista total (espero que a minha colega Cláudia Galhós não leia isto, pois ela é que deveria escrever estas ou outras palavras, e não eu). O espectáculo que a partir de amanhã estará aberto ao público (hoje foi ensaio geral) vale como um grande momento de vida. Um mundo perfeito num mundo real perigoso e medíocre. Há dias felizes.

Sem comentários:

Enviar um comentário