quarta-feira, junho 04, 2008

A puta ideia de Saramago



Saramago desvalorizou o comício de ontem entre bloquistas, tarrafalistas ( adoro esta designação) e socialistas praticantes e vencidos. O nosso Nobel acha que a esquerda não tem " puta ideia do que se passa no Mundo" - e terá continuado a autografar uns livros na barraca moderna da sua nova editora depois dos comunistas terem trespassado a resistente Caminho.
As declarações de Saramago contra Soares e a esquerda democrática são mais velhas do que ele próprio. E no saber da sua idade e no respeito que merece pelo seu sucesso internacional não me parece muito agradável que esteja sempre a desancar na Pátria como se o seu país fosse uma cambada de reaças que só servem para comprar a sua indigesta literatura. O escritor que se apresenta como um dos últimos stalinistas vivos ( e isso tem muito de interessante) nunca explicou bem porque aceitou um dia jantar em S.Bento quando Durão era primeiro-ministro.

4 comentários:

  1. Ora,ora,foi vêr se o CHERNE ESTAVA FRESQUINHO....O animal, além de arrogante ,não passa de um vaidoso.
    Sabe ,houve um SRE chamado Romeu
    Correia escritor de teatro,que
    contava uma estória:dizia ele, que um dia, um "escritor"cá do burgo,
    concorreu com um livro que era tão mauzinho, que passou a ser exemplo
    a outros futuros escritores de como
    não se devia escrever...era, á época, a galhofa geral...sabe quem
    era o dito?Pois é esse mesmo..L.R.

    ResponderEliminar
  2. É melhor não perder tempo com o Saramago!É mais um que lutou muito por esta democracia!

    ResponderEliminar
  3. Saramago é um cromo, sempre foi e será. Um cromo laureado !

    ResponderEliminar
  4. É sempre a mesma história:

    -Um pescador apanhava caranguejos que ia colocando num balde destapado.
    -Um outro fulano observava e perguntou:
    -Então não tapa o balde ? Assim os caranguejos fogem ?
    -Não tem problema, diz o pescador, são caranguejos portugueses, sempre que um sobe, os outros puxam-no para baixo....

    ResponderEliminar