quarta-feira, junho 04, 2008

O apito vermelho contra o Porto


Não sou portista mas acho a penalização por parte da UEFA ridícula e grave. Quer dizer: a Federação baseando-se num processo judicial( Apito Dourado) que ainda não chegou ao fim, que tem ilegalidades processuais como as escutas que terão de ser anuladas, um processo que foi reaberto depois das bocas não provadas de uma dama de companhia, essa federação passa por cima das leis da República e condena o clube com o seu próprio processo, o Apito Final. Mais: manda um fax para a UEFA pela iniciativa de um seu assessor, sem o consentimento do colectivo, pedindo o castigo ao clube e dizendo que não há recurso possível, quando há.
Se estou a contar mal a história digam-me. Se estou certo nos factos acho isto tudo um grande apito vermelhusco para ganhar na secretaria o que perdem em campo por manifesta inaptidão para a coisa da bola.

O Porto não vai ser condenado no Dourado mas já o é - sem hipótese de defesa- no Final da Liga. Chama-se a isto seriedade, justiça e tudo.
Achar ainda que o Porto ganha porque os árbitros foram comer fruta e beber leite achocolatado parece mesmo coisa de gente que vê sempre corrupção onde há sucesso. E este é um dos grandes "mal de vivre" de Portugal: quem trabalha e é compensado é ladrão, os competentes emprateleirados e o sucesso mede-se pelo oportunismo. Não é só no futebol.É na política ( veja-se a vitória de Leite sem uma ideia nem projecto) veja-se a fama de Sócrates e mais não digo.
Excelente entrevista mais uma vez de Pinto da Costa na SIC.

PS: não é só na secretaria que querem ganhar os que perdem em campo. Há quem queira fazer a revolução maoista contra os ricos e poderosos ( dixit) na secretaria quando não a conseguiram fazer na adolescência.

11 comentários:

  1. O Luiz tá a fazer confusão. O Porto tá a ser penalizado tendo por base o Apito Final, que é um processo julgado pela instâncias desportivas. O apito dourado, esse das escutas ilegais e afins, são contas de outro rosário, e que nada têm a ver com esta penalização de que o Porto está a ser alvo.

    ResponderEliminar
  2. Engenheiro12:56 da manhã

    O "portuguesinho" no seu melhor.
    Estamos num país em que os que mais lutam e trabalham são condenados, os acusados não beneficiam da presunção de inocência, a palavra de uma dama de companhia tem credibilidade para acusar, mas quando confessa crimes já não a tem, temos um presidente da comissão de disciplina da liga que já tinha pronta uma sentença antes de sequer ouvir a defesa, um país onde se atropela a lei para valer provas obtidas ilegalmente.
    Enfim... vão à liga dos CAMPEÕES as equipas que nada fizeram por isso.

    Futebol Clube do Porto SEMPRE!

    Abraços. Gosto muito do seu blog, principalmente quando aborda fotografia (não descurando o resto, obviamente).

    ResponderEliminar
  3. Não estou a fazer confusão: o apito final é baseado e tomou decisões finais, castigos, em matérias do apito dourado que foram dadas como ilegais, nomeadamente as escutas. LC

    ResponderEliminar
  4. Ultimamente estou a discordar muito do que escreve. E também da maneira pouco correcta como se refere a algumas personagens que, mesmo que não sejam da sua simpatia, lhe deveriam merecer algum respeito. Refiro-me concretamente à maneira acintosa e até indelicada com que mimoseia a Dr.F.Leite. Mas passemos à frente.
    Quanto ao caso vertente, toda a gente sabe quem é o snr.P.Costa. A maneira, inclusive, como sequestrou a equipa do FCP há muitos anos atrás, não deixa de ser sintomático do carácter da personagem.Para além disso, todo o mundo sabe das tropelias que tem feito para que o Porto tenha obtido os resultados que apresenta.Claro que também há mérito dos jogadores, mas as arbitragens e outros aconchegos têm sido mais que muitos!Só não vê quem não quer!Para além disso, como se explica a fortuna colossal deste indivíduo, conhecendo-se que há cerca de 25 anos não era mais do que um pé rapado!E porque é que diversos P.C.do Porto(F.Gomes e o sucessor,o engº.Cardoso)arranjaram tantas tropelias em conluio com este senhor?
    É bom que algo aconteça para ver se tudo fica na mesma!

    ResponderEliminar
  5. É por estas e por outras que o post de cima não se justifica. O portugalito no seu melhor e dando razão a Saramago.
    ai Luis Luis...
    (moreno)

    ResponderEliminar
  6. A uefa,ou fifa por norma não costuma brincar em serviço(excpto no caso do scolari) e aqui fez correcto.

    ResponderEliminar
  7. Bom, se me for permitido,

    Qual foi a "excelência" da entrevista na sic ?

    Luís Costa

    ResponderEliminar
  8. Aquele nº do pinto da Costa é o habitual. Só faltou dizer que já tem um internacional brasileiro de 17 anos contratado para o ano 2010.
    E que tinha recebido uma proposta para o pittbull de 40 milhoes e não vendeu porque na opiniao dele e melhor que o Quaresma.Só faltou esta retórica, o resto é o de sempre! O homem é um santo! A ex-alternadeira é que é mentirosa!
    Ele não explica é como se engana tanto com as mulheres ao ponto de ter casado 2 vezes com a mesma!

    ResponderEliminar
  9. Sob o ponto de vista jurídico até estou de acordo com quase tudo o que diz, embora faça por aí alguma confusão, porque a justiça disciplinar ou desportiva é independente da justiça criminal. Ou seja, é possível ser condenado na justiça disciplinar ou na desportiva e não o ser na criminal, e o contrário.

    Mas quanto ao facto das escutas serem ilegais, para mim, o que é mais importante é que os factos sejam verdadeiros.
    Porque discutir a (i)legalidade das escutas são meros artifícios para não queimar o rabo entalado e dar dinheiro a ganhar a advogados, que defendem uma coisa hoje e amanhã o seu contrário.

    Mais...
    Só foi pena que não tenham sido também outros afastados, para acabar com a arrogância de alguns dirigentes, que vivem da parolice dos associados e da sua cegueira clubística.

    Conheço suficientemente algum (sub)mundo do futebol, para dizer, alto e em bom som, que alguns dos dirigentes que por aí andam há muitos anos são "gentalha"...

    JJ

    ResponderEliminar
  10. Afinal aquilo que veio publicado e que ele disse ao telefone alguma vez foi desementido. O que ele sempre disse ´«e que qs escutas eram ilegais. Mas fez a aldarbice e ganhou campeonatos (não sabemos quantas e quantas dezenas de telefonemas esse Sr. fez"westling" ou seja albrabados, prejudicou outros clubes (Sporting, Benfica, etc.) o que quer dizer que foi a campeonatos europeus e ganhou milhões à custa de aldrabices.
    Fosse a justiça portuguesa como a da UEFA ou FIFA, que dá aos aldrabões meia dúzia de dias para se justificarem e dá aos seus juizes igualmente meia-duzia de dias para aplicaredm as penas (se for caso disso) e talvez o Pinto da costa não fosse aquele grande dirigente que muitos pensavam ele ser.

    ResponderEliminar
  11. "Uma puta que não é virgem, e ainda bem"

    «Com o afastamento do Futebol Clube do Porto da UEFA, regressou em força o "Apito Dourado", e com o "Apito Dourado" regressou Pinto da Costa, as escutas telefónicas e, claro, Carolina Salgado. E com Carolina Salgado regressaram também as insinuações que sobre ela pendem desde que decidiu soltar a língua e acusar o ex-companheiro de trafulhices várias. Insinuações essas que representam o pior do machismo lusitano, e que à sua maneira são um atentado a direitos que ninguém tem o direito de espezinhar. Com estes olhos que a terra há-de comer, vi demasiada gente, com demasiada responsabilidade, pôr em causa a credibilidade de Carolina Salgado com base num único argumento: como acreditar na palavra de alguém com o seu "passado"?

    O problema não está tanto na forma como gente de fato e gravata chama nomes à senhora nos jornais e na televisão usando indirectas e subentendidos próprios da linguagem de taberna. O problema está na ligação que se estabelece entre a sua velha actividade e a veracidade das denúncias: "Primeiro andou a vender-se e agora quer que acreditemos no que diz." Mais do que reles, este pensamento é sintomático do pouco que realmente mudámos desde o tempo em que os rapazes de boas famílias iniciavam a sua vida sexual com uma visita "às meninas". Hoje como ontem, os marialvas desqualificam a mulher que faz a vida numa casa de alterne (Carolina) mas não o homem que a frequenta (Pinto da Costa).

    Dir-me-ão que as denúncias de Carolina Salgado são fruto de um ódio pessoal, de uma vontade de vingança, onde o desejo de fazer justiça é secundário. Com certeza que sim. Mas isso pouco importa. Basta ver filmes e ler livros - as denúncias que realmente doem partem sempre de quem foi próximo e agora quer vingar-se. Está escrito nos compêndios de "sabedoria popular": zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades. O trabalho da polícia é confirmar a veracidade do que foi denunciado, e não fazer um julgamento moral do denunciante. Assistir a advogados e juristas, só porque são amigos pessoais de Pinto da Costa, fingirem que não sabem isto é triste, para não dizer patético.

    Carolina Salgado não é uma figura simpática. Carolina Salgado escreveu um livro assassino, onde cai no outro extremo, fazendo-se passar por virgem numa casa de alterne e falando de Pinto da Costa como se fosse o primeiro e único amor da sua vida. Não falta ali hipocrisia, e a senhora, em última análise, pode estar a mentir com os dentes todos. Quem sabe se Pinto da Costa não merece até um altar, ao lado de Madre Teresa de Calcutá. Agora, o que já não se pode admitir é a desvalorização da palavra de alguém com base na posição que ocupa na escala social ou no tipo de actividade que exerceu no passado. Isso é recuar décadas e décadas de civilização. E, em bom português, é também uma canalhice.»

    Nota:
    O título foi por mim adaptado de A Velha Profissão de Carolina Salgado, no Diário de Notícias, de hoje.

    JJ

    ResponderEliminar