quarta-feira, dezembro 12, 2007

Rául dos Santos não sopra no balão

O deputado Raul dos Santos é um político polémico. As história à sua volta quando era presidente da Câmara de Ourique tornaram-se famosas, agora como deputado volta à baila. O Ministério Público acaba de pedir o levantamento da sua imunidade parlamentar, motivo: recusou-se a soprar no balão e ainda tem outra acusação à perna. Amigo de Santana é a este que ele deve o seu protagonismo político. Na foto os dois num jantar em Ourique de homenagem a Santana, já lá vão mais de dez anos.

13 comentários:

  1. É com estes comportamentos, e outros semelhantes, que a "classe" política em Portugal tem a imagem que tem.

    Enquanto o exemplo dos nossos deputados for este só temos que esperar que venham outros. Ou como dizia o Cavaco, ao referir o problema do excesso de funcionários públicos, é esperar que morram de velhice.

    ResponderEliminar
  2. Que foda não poder falar... que este blog até explodia.
    Esta vai anónimo e escrito junto à televisão, obviamente.

    ResponderEliminar
  3. Não é crime recusar-se soprar o balão!
    Nem sequer é má conduta, é um direito que qualquer cidadão tem! Sujeita-se é às respectivas obrigações resultantes da recusa.
    Não percebo é porque não é noticia os policías andarem a trabalhar enfrascados.
    Porque não é noticia deixarem assassinos soltos.
    Porque não é noticia, policias a fazerem biscates de seguranças privados , cujo caso mais conhecido, era o Guarda Abel , que prestava serviços ao Pinto da Costa e ao FCP. Lembram-se !
    Agora vejam o faróeste em que ficou o Porto, depois de tantas conivências ilegais entre os agentes de autoridade e a sociedade cívil!
    Isso devia ser notícia!

    Mas tudo o que possa ser vinculado ao Santana para o denegrir tornas-se uma grande noticia.
    Já agora , falem no Salero ! Também é um alentejano engraçado!

    ResponderEliminar
  4. «Não é crime recusar-se soprar o balão!»

    ERRO.
    É crime, sim senhor, equivalente à condução com taxa igual ou superior a 1,20 grs/ltrs.

    Daaaahhhhhhhhh...!
    E "dasse"...

    E tudo o que disse é notícia todos dias. E de que maneira...!
    Ou o meu caro "anónimo disse" anda cego, surdo e mudo..., mas só para o lado que lhe interessa..?!
    Agora, aquelas (e outras, que nem se sonha, mas existem) é que só são notícia quando não é possível segurar mais as pontas.

    ResponderEliminar
  5. "tudo serve para denegrir" o Santana Lopes? Essa afirmação é para rir a valer?

    Santana... entre muitas outras coisas, o homem que acabou com a Feira Popular em Lisboa, património de todos nós lisboetas, para favorecer mais umas negociatas imobiliárias para os amigalhaços...

    O homem que disse em directo ao Ricardo Costa na primeira entrevista como presidente da CML qua não ia admitir despesismos na equipa e que a seguir se desfez de um Rover topo de gama com 3 anos que tinha sido do João Soares e comprou com o dinheiro de todos nós um Audi V8 de mais de 100 mil euros (e que segundo consta depois levou para casa quando saíu com mais um esquema qualquer).

    Nem tenho palavras, mas nem é preciso, os factos falam por si.

    A notícia em si não me surpreende, a equipa e os amigos devem ser todos pérolas como ele.

    ResponderEliminar
  6. e os biscates da polícia chamam-se gratificados

    ResponderEliminar
  7. «e os biscates da polícia chamam-se gratificados»
    Mais rigorosamente, chamam-se "remunerados".

    E quanto ao PSL, de facto, é para rir.
    Até acho que o Luís se enganou no post, porque ficava melhor naquele do circo ali em baixo...

    ResponderEliminar
  8. não é remunerado, o termo técnico segundo a PSP é gratificado

    ResponderEliminar
  9. «não é remunerado, o termo técnico segundo a PSP é gratificado»

    Na prática, são usadas ambas as designações.
    Mas a designação legal (e não "técnica") é de "remunerados", que podem ser "desportivos" e "particulares".

    Já agora, remunerados (ou gratificados, se quiser) cujo valor é inferior a um turno de um vigilante de uma empresa de segurança ou de um porteiro de um bar de alterne.

    ResponderEliminar
  10. Há em Portugal muitos doutorados e pós-doutorados a ganhar menos que "um vigilante de uma empresa de segurança ou de um porteiro de um bar de alterne"

    ResponderEliminar
  11. Também é verdade...
    Mas também é verdade que há para aí cada doutourado "independente" que tinham que me pagar para que eu lhes desse trabalho.
    Mas, concordo consigo, no contexto do que julgo ter entendido da sua ideia.

    ResponderEliminar
  12. É claro que não estava a falar nesses casos, estava a falar naqueles doutorados que passam a vida a queimar a pestana e às vezes a contribuir mais para a sociedade, ainda que não se saiba, do que os citados. Por exemplo todos os que trabalham na investigação na área da saúde.

    ResponderEliminar
  13. o Raul Santos é um cappo de mafia toda a gente sabe e só "desgovernou " Ourique porque o Afonso Henriques já morreu e os alentejanos andam todos drogados.
    Há mto devia estar preso...mas tb não é só ele não...o Saleiro é outro que tal...ai tempos em que haviam Robin dos Bosques em Portugal...

    ResponderEliminar