terça-feira, dezembro 04, 2007

Chumbada pelos médicos mete baixa

A funcionária pública de Ponte de Lima com lombalgia e cervicalgia degenerativas a quem a Caixa Geral de Aposentações (CGA) não concedeu a reforma antecipada meteu hoje atestado médico, entrando «de baixa» por mais 30 dias, noticia a Lusa.

A informação foi avançada à Lusa por Carlos Lemos, secretário da Junta de Freguesia de Vitorino de Piães, que criticou o «arrastar» desta situação e reiterou a ameaça de demissão em bloco do seu Executivo, caso o assunto não seja resolvido «de uma vez por todas e com a máxima urgência».

«Esta situação já atingiu as raias do incrível, tem tanto de injusto para a senhora como de insustentável para a Junta», disse Carlos Lemos.

Sem comentários:

Enviar um comentário