segunda-feira, novembro 19, 2007

Medina Carreira denúncia bandalheira

«As eleições ganham-se com mentiras»

O fiscalista Medina Carreira traçou esta segunda-feira um quadro muito negativo de Portugal, considerando que a actual situação resulta de uma quebra acentuada no crescimento económico, num país em que «ninguém é responsável por nada».

«A democracia em Portugal é uma brincadeira em que ninguém é responsável por nada, não há responsáveis», afirmou Medina Carreira, salientando que «o País apenas é governado com rigor durante um ano ou um ano e meio por legislatura».

No restante tempo, segundo o fiscalista, quem vence as eleições começa por tentar corrigir as promessas que fez na campanha eleitoral e, a meio do mandato, «começa a preparar as mentiras para a próxima campanha eleitoral».

«Com esta gente que temos, não podemos ter muitas esperanças (quanto ao futuro)», defendeu, frisando que «as eleições ganham-se com mentiras».

Medina Carreira, que falava aos jornalistas em Gaia à margem de um debate sobre a actual situação do País, defendeu que «a raiz do problema» de Portugal resulta da quebra no crescimento económico.

«Durante 15 anos crescemos seis por cento ao ano, entre 1975 e 1990 crescemos quatro por cento ao ano e de 1990 para cá estamos a crescer 1,4 por cento ao ano. Se não mudarmos de vida, o futuro exige meditação», frisou.

«Não há economia que aguente»

Para o especialista, «não há economia que aguente um Estado social com tudo para todos, desde o berço até ao túmulo», defendendo que esta concepção «está condenada».

5 comentários:

  1. Não tendo descoberto a pólvora, tudo o que disse é verdade.

    Faz falta gente que diga o estado das coisas. É o que me faz voltar cá quase todos os dias.

    ResponderEliminar
  2. Olhe lá Luiz...
    Não sobrou um postzinho para a Valorsul?

    Faz falta largar umas mocadas para aqueles lados!

    ResponderEliminar
  3. Este Medina Carreira anda dizer o mesmo h� anos! Assim j� ningu�m lhe liga!
    A gente j� sabe que em Portugal , em termos de produtividade , muito poucos justificam os sal�rios!

    Existem muitos sacos azuis e buracos, financeiramente falando!
    O dinheiro em portugal, voa muito e para longe!

    O crescimento economico foi realizado em bet�o e como voc�s sabem o bet�o s� d� riqueza se algu�m o comprar! Vejam os andares e casas que est�o h� venda?
    Vem ai a bolha imobiliaria e � ai que o sistema vai cair!

    O governo trata dos seus negocios: energia ;telecomunica�es e armas e o resto que se f..da.

    Temos um estado marcial e a malta s� serve para pagar! Em nome da democracia!
    PS e PSD governam desde 78 meus meninos;De mim nunca mamaram um unico votinho!
    Pena foi que tivessem matado o S� Carneiro e o Amaro da Costa, homens ,que n�o andavam na politica para fazerem melhores negocios, como os outros!

    ResponderEliminar
  4. este Carreira que já foi ministro diz mais do mesmo mas lá obra é que não tem nada...mas o que ele quer sabemos nós, coisa aliás que é a tara a psicose a obsessão de certos xuxas psd's e portadas o Estado Social. Feitos com a Igreja Católica e com os Comunas querem é ver-nos todos cheios de chagas a espumar sangue pela boca tuberculosos e etc como na Idade Média. Este Carreira não diz como os seus acólitos tb calam é que o Estado Social é a melhor forma de protecção colectiva dos cidadãos em sociedade e indíce de estado civilizacional de 1º grau.E que os nossos problemas económicos são culpa não do Estado Social que temos ( que é dos mais fracos da Europa) mas dos gestores fiscalistas e outros ladrões encartados pelos Isctes Católicas e outras Faculdades da caca do tempo do Salas e seus continuadores pós 25 de Abril. Porque senão os nossos concidadãos que produzem não iriam para o estrangeiro trabalhar e sem problemas, fazer a vida e muito bem, que aqui lhes foi simplesmente negada. Cá por mim uma cuspidela no Medina e que vá jogar à sueca com os velhos da rua dele...nojentooooooooooooooooooooo

    ResponderEliminar
  5. Não há paciência para o Medina. Esse tipo andar a dizer de três em três meses a mesma coisa. Ninguém presta para ele. São tudo nabos. Tudo burros. Em que Universidade terá estudado este homem ? Eu acho que ele tem « dor de corno» por não o terem nomeado para um cargo qualquer. Estes Medinas só enganam os papalvos que se põem a escutá-los como se fossem a Snrª de FÁtima. Essa há só uma. E não sei onde ela está. MANEL GOGO

    ResponderEliminar