sexta-feira, novembro 23, 2007

Britânica atinge 200 orgasmos por dia

O barulho do comboio, o som do secador ou o movimento ritmado de uma fotocopiadora fazem com que a britânica Sarah Carmen, de 24 anos, obtenha, num dia normal, cerca de 200 orgasmos, informa o News of the World.

Sarah sofre de uma doença rara chamada Síndrome de Excitação Sexual Persistente, que a deixa sexualmente excitada durante longos períodos de tempo, mesmo sem ter qualquer estímulo.

A síndrome do orgasmo espontâneo até já foi tema da série de televisão «Anatomia de Grey».

A síndrome leva ao aumento do fluxo sanguíneo para os órgãos sexuais. Outra explicação pode ser uma infecção na região pélvica que estaria a estimular os nervos do clítoris.

«Quando tudo começou, aos 19 anos, o meu namorado estranhou a quantidade de orgasmos que eu atingia durante o acto sexual», contou a esteticista britânica, que trabalha num salão de Londres. «Em seis meses, consegui 150 orgasmos por dia, e às vezes até chegava a 200», completou.

A britânica conta que o seu apetite sexual afasta os homens, que, segundo ela, não aguentam o ritmo e que, em alguns casos, se sentem frustrados por não fazerem quase esforço nenhum para que Sarah chegue ao clímax.

Durante a entrevista de 40 minutos dada ao repórter Matthew Acton, Sarah «chegou lá» cinco vezes. As circunstâncias não foram esclarecidas.

1 comentário: