segunda-feira, setembro 24, 2007

Estado dá tolerância à droga nas prisões

A distribuição de kits nas prisões contendo seringas e preservativos, prevista a partir de hoje, pode estar cheia de boas intenções mas falha numa questão de princípio: quando o Estado cede em matérias tão sensíveis como o combate à droga, é o próprio Estado que se está a demitir e a entrar em rotura. Com ele vão cano abaixo a democracia e a sociedade porque andamos a lutar desde o 25 de Abril ( pese embora que detesto este termo).

Ao aceitar que é uma questão incontornável os presos drogarem-se nas prisões o Estado assume-se ineficaz, impotente, no combate à droga e à corrupção nos estabelecimentos prisionais.

Se as prisões são espaços controlados como é possível entrar a droga ? Pelos canos da água, pelos esgotos ou cai do céu nas horas do recreio ?A droga que circula nas prisões passa com a cumplicidade dos guarda prisionais toda a gente sabe, prová-lo é muito mais difícil.
Sabendo que há uma forte percentagem de drogados e infectados pela SIDA nas prisões porque não faz então o Estado em colaboração com o Serviço Nacional de Saúde um rastreio eficaz e não aproveita para salvar das malhas da droga os infelizes presos? Porque não dar o tratamento de desintoxicação e readaptação para a vida? Ainda por cima sabe-se que muitos daqueles presos o são porque cometeram crimes por causa da maldita droga. É alimentando o vício e promovendo a decadência que se reintegram os cidadãos condenados ? Não me parece que se combata o crime dando armas aos malandros.
Claro, que fazer o contrário, tratar, prevenir, ter um plano de combate, custa dinheiro, dá trabalho. É muito mais fácil distribuir umas seringas e os desgraçados que se amanhem.
A Prisão já era uma escola da má vida, passou a ser tolerada como o inferno da pesada.

4 comentários:

  1. Esta analise é a do costume!
    É a analise de quem não foi agarrado por esse vicio e vem o poblema do lado dos fortes, observando os fracos.
    A droga tem uma dimensão social, politica e economica enorme. Eu gostava que o LC acompanhasse o percurso do opium desde o Afganistão até às discoteceas e festas na europa já em forma de heroina, para sentir o problema na sua dimensão total.
    Se calhar passava pelo Kosovo e entendia o papel que a NAto tem desempenhado nesse territorio?
    Entendia porque que o Kosovo é muito importante para os USA.
    Entendia porquê que a droga é consumina nas discoteca às carradas sem qualquer intervenção da policia.
    E ia entender que no mundo da droga não há só desgraçados ( as vitimas do sistema )!
    Com estas dicas, vejam como encaixa bem a historia das seringas!
    Um consumidor de heroina é uma pessoa que promove o lucro de uma industria e por isso´é bom que não morra! Cada vez que morre um drogado é um dia triste para a industria da droga e é por isso que lhes dão seringas para não morrem de sida! Percebem?

    ResponderEliminar
  2. Na estrada entre Setúbal e Azeitão existe uma subida acentuada, chamada de "subida das necessidades". Há muito tempo que uma boa parte daquela estrada tinha uns sulcos bastante vincados por causas dos muitos camiões que por ali passam, quase que se podia largar o volante e o carro seguia o caminho por causa dos "trilhos".
    Numa das vezes que por lá passei reparei numa diferença, tinham colocado um sinal que dizia "atenção, rodeiras".
    Nunca tinha ouvido (ou lido) a expressão, mas assim que entrei numa percebi logo o que era.
    Depois de uns anos, finalmente colocaram um tapete novo. Mas não é a primeira vez e aposto que guardaram o sinal.
    Que tal colocar-se uma chinesa ao peito dos toxidependentes? Não é bem uma estrela, mas também é amarela e o comentário não tem nada de xenófobo.

    ResponderEliminar
  3. 'se as prisões são espaços controlados como é possível entrar droga?'

    Luiz, você é mesmo ingénuo ou faz-se?

    Também é dos que nunca se enganam e raramente tem dúvidas???

    Quer uma boa reportagem? Vá 'dentro' uns tempos e depois logo descobre como entra droga no 'so called' ambiente controlado...

    ResponderEliminar
  4. eu só vos posso dizer:
    que morram todos os que traficam e mantêm povos dependentes dos cultivos, fabricos e redimentos da droga !!!!!!! e os que querem "tolerancia" que morram de seguida!quero que morrammmmmmmmmmm como me fazem morrer a mim cada vez que um dos meus filhos fuma um charro e ele tb morre na estupida dependencia do ser jovem que julga que controla coisa nenhuma na procura do sonho por inventar!( felizmente 2 deles conseguiram não alimentar essa industria nojenta! quero que morram como morrem os meus pais há mais de 30 anos com um irmão meu ( de 8 filhos um está lá alimentando esse monstro pardo de cor pelos interesses instalados!!!!). que morrammmmmmmm sejam brancos pretos,amarelos pobres ou ricos, engenheiros, medicos!!!! não sou de odios nem impotencias mas reparam que escrevi com odio com impotencia.acreditem eu desejo mesmo que morram.

    ResponderEliminar