quinta-feira, agosto 30, 2007

Diana, a santa padroeira dos fotógrafos

SIGA E PARTICIPE NOS COMENTÁRIOS DE MAMI, JS, CARLOS, PÉZINHOS DE LÃ E OUTROS BLOGUISTAS ANÓNIMOS SOBRE OS ATREVIMENTOS DA PRINCESA DO POVO

Há dez anos estava de férias em Tavira a fazer compras num supermercado e vejo numa das televisões por ali ligadas que Diana tinha morrido em Paris. Fiquei atónito. Tinha uma grande admiração pela princesa, aquele sentimento que costumo nutrir por figuras ímpares, independentes, irreverentes, chiques e conservadoras. Corajosas também. E controversas, já agora.

Estive a escassos metros dela, fotografei-a quando esteve em Portugal. Na altura fui eu que descobri, e publiquei na revista Nova Gente ,( a vida dá muitas voltas!) que ela não tinha dormido com o marido e que pela manhãzinha tinha ido tomar banho "alone" a uma piscina reservada dos bombeiros da Amadora ( ou por ali perto).

Ela personificava a rebeldia feminina contra o marido chato, sensaborão. Muitas mulheres viam nela a adúltera que gostavam de ser ou a cúmplice naqueles segredos de facada no matrimónio.
Infeliz mas com amantes, chique mas simples, boa mãe de família, Cinderela, e já com laivos de irmã bondosa dos desprotegidos e pobrezinhos, Diana incendiava o público. Falamos de um período onde não havia Acorrentados, Big Breda e Floribelas, nem Macaco Adriano.

Fez mais pelos tablóides de todo o Mundo do que ninguém, enriqueceu fotógrafos, editores, fez sonhar uma burguesia frustrada e mal amada, deu esperança aos que sonhavam um dia ter a seu lado o sonho.
A morte trágica, no Túnel da Alma, parecia uma maldição do marido que a trocara por uma bruxa má, a prova de que o destino marca a hora, a infelicidade dos fotógrafos poderem ser os malditos montados em scooters ( e não em potentes motas!) , o drama dos motoristas copofónicos, ou mesmo a falência do prestígio da Mercedes que nesse ano vira o seu novo Classe A virar com o golpe do alçe e que agora não provava infalibilidade do seu topo de gama S contra um pilar de betão a uns míseros 120 quilómetros por hora.

O odioso acabou por cair nos fotoqueiros. Durante algum tempo eu e outros colegas quase não podíamos sair à rua para fotografarmos. Uma cigana numa feira atirou-me:" desapareci paparazi!!" e esse termo italiano que encantara Fellini era agora uma pedra de arremeço contra os bate-chapas, não os que nunca conseguiriam repor o brilho do S mas daqueles que metralhavam na película. Ainda não havia digital e a net era uma criança.

Por cá Maria Barroso estava indignada com os fotojornalistas e o debate estava aberto: os culpados eram os fotógrafos, a matilha que assustara um chauffeur bêbado e azelha. Curiosamente o único ocupante que não morreu levava cinto e ia no lugar do morto.

O debate sobre a culpa dos jornalistas ainda vem hoje ao de cima.
Penso que é normal que os fotógrafos queiram fotografias de uma personalidade que acaba de chegar à cidade e que é incontornável. Ela jogava o jogo da sedução com os fotógrafos e tratava-os como aos amantes: às vezes queria e punha-se a jeito, outras vezes fazia-se cara e dava-lhes para trás. A cumplicidade entre ela e a imprensa rosa era total. É bom que se repita. Tentar desviar disto as atenções é pura demagogia.
E o irmão dela e a dona Fernanda Câncio deviam estar caladinhos com essa treta dos jornalistas com sangue nas mãos só porque publicaram fotos da noite, que caso ela não tivesse morrido, seriam mais umas a somar a tantas outras que fizeram dela uma mulher especial com fotos especiais.

25 comentários:

  1. Quem é que é pior? Os fotógrafos ou quem os utiliza a seu belo prazer como diana o fazia?
    Ela foi vítima daquilo que ela própria criou. Ela atraia-os com mel, mas quando se fartava vestia a capa de vítima e dizia que estava farta e para a deixarem em paz. Dizia-se vítima da infidelidade do carlos, mas esse pelos vistos só andou com a bruxa, enquanto que ela coleccionava amantes como cromos numa caderneta (há quem diga que o puto mais novo nem é filho do carlos), mas aparecia sempre com a imagem de vítima do marido (E CONVENCIA!!!!).

    ResponderEliminar
  2. hei hei olhe lá sr gonçalo. diana foi uma vitima! e foi mesmo pois caso vc não saiba o orelhas já tinha a madame tampão como amante bem antes de casar com a diana! e sabe pq casou com ela ? pq nao teve os tomates no sitio como os familiares dele que quando amavam alguem mandavam o resto da realeza as urtigas desde os tios as tias os irmãos! ele enganou a diana!!! enganou sim!!! por isso a diana em lugar de ter feito uma coleçção de cromos devia ter feito 10 coleções de cornos ao orelhas!!! nem mil homens valiam a humilhação para uma mulher ser trocada por tampão!
    quanto ao facto de ela usar a imprensa como queria e lhe apetecia! e depois? não valeram a pena todas a imagens dela! veja esta tão bem escolhida pelo luiz ( parabens luiz adoro esta foto. não sou princesa mas é preciso ter o pipi no sitio para o fazer... ) aqui nem os culpados são os fotografos nem a diana ! ainda bem que ambos se amavam pois deliciaram-nos com magnificas imagens! bem hajam os dois!!!! os fotografos e diana!!!!
    quanto ao filho mais novo não ser do orelhas e depois? ai ai ai se todos os bébés já viessem com o teste de adn nos pézinhos aposto que muita gente andava a chamar pai a outro!!!!

    já agora o facto de carlos ter enganado diana com uma só mulher e diana com muitos homens! isso em nada altera o acto!
    ou será que para si as mulheres são putas porque traiem o marido
    e os homens são viris pq colecionam gajas e amam a mulher!!!
    sim uso estes termos para ver se o gonçalo percebe ! há muitas diferenças entre o homem e a mulher! há!!! mas a da traição não faz parte dessas diferenças! quer seja com um ou com mil não há vadias nem herois!
    mami

    ResponderEliminar
  3. Estou à espera da canonização.
    Não será de certeza caso único: devem haver muitas santas também putas.
    Enfim, a estupidez das pessoas leva-as a idolatrar quem não o merece.

    ResponderEliminar
  4. OH AH AH AH IH ...!!! IH IH OH OH OH IH IH IH AH ... !!! AH OH OH OH IH IH IH IH .... !!!!!

    A inocência do Gonçalo e a frontalidade da mami (que chama os bois pelos nomes ...) deliciam-me e ao mesmo tempo divertem-me ... Boa !

    São muitos os planos de análise, do tema, Diana de Gales. A perder de vista...

    Desde os cornos do Príncipe Carlos, ao fenómeno mediático que foi Diana, e que fica na História Mundial do séc. XX, passando pela verdadeira "revolução" que Diana provocou no Reino de Sua Majestade, Queen Elizabeth, muito haveria a dizer.

    Pessoalmente, continuo com uma pergunta sem resposta:

    - Qual é o limite, ou se deve haver um limite, para os "Media" no que respeita à invasão da vida privada de uma pessoa, mesmo que seja, uma Figura Pública ?

    Diana, para além da Figura Pública que era (e que eu acredito e concordo, como diz o Luiz, punha-se "a jeito" para a objectiva) era um ser humano (como qualquer um de nós) que, naquele momento do acidente, procurava a sua felicidade, ou melhor, procurava um momento de felicidade.

    Suponho que, a embriaguez do motorista terá sido determinante para a tragédia.

    Mas não deixo de perguntar em relação ao comportamento dos paparazzi:

    - Então uma pessoa que queira dar uma queca, num hotel em Paris, com o namorado, é obrigada a levar com os fotógrafos a toda a hora ???

    É que os paparazzi não apareceram no momento do acidente, perseguiam a viatura.

    Bem sei que ser VIP, tem um preço .... mas não terá que haver tb bom senso, da parte da imprensa.

    Ou o dinheiro que a fotografia obtida, pode representar, fala (sempre) mais alto ?

    Mesmo mais alto, que a própria vida ... ?

    Este assunto lembra-me, a coisa mais horrível que vi, numa televisão.

    - O enforcamento de Saddam (quase) em directo.

    enfim ...

    ResponderEliminar
  5. Hehe, ah ganda mami! Calma, calma, não se exalte que não vale a pena.
    Pessoalmente não concordo com o seu ponto de vista. Então o orelhas devia ser enforcado por ter andado sempre a petiscar por fora a bruxa, mas a princesa do povo deve ser abençoada por o encornar a torto e a direito? Não sei onde foi buscar nas minhas palavras que as mulheres que traem são putas e os homens viris, sinceramente não sei. Acho a traição reprovavel em qualquer dos casos, não percebo é como é que se idolatram as traições da diana e se condenam as do orelhas.
    Quanto a fotografos/princesa amarem-se mutuamente, bah, não me parece nada. Acho que se encaravam mutuamente como objectos de trabalho. Os fotografos fazem o trabalho deles a fotografa-la, pois a imagem dela vendia e bem. E ela utilizava-os de acordo com a sua conveniencia, quando lhe era conveniente ter mais exposição convocava-os, quando não lhe apetecia enxotava-os.
    A unica virtude que lhe reconheço foi ter dado visibilidade ao problema das vitimas das minas.
    De resto, não lhe vejo mais nenhuma virtude. Foi uma mulher rica que teve azar no casamento. Como ela há tantas outras.

    ResponderEliminar
  6. Inocência? Não sei porquê. Aliás, nem sei porque é que me dou ao trabalho de estar a comentar este assunto, pois apenas estou a lançar mais lenha para a fogueira da histeria colectiva que se gerou com a morte de uma pessoa que a meu ver não tem qualquer virtude nem nenhum feito extraordinario para além daquele que referi no meu comentario anterior.
    Fabricou-se uma aurea de santidade e endeusamento à volta da senhora, mas sem se saber bem porquê.
    Esta senhora é um produto das revistas cor de rosa, porque situações "dramaticas" como a dela há aos pontapés e bem piores.
    Não sou religioso, bem pelo contrario, mas a madre teresa, morreu mais ou menos na mesma altura, e ela que tem uma obra feita de uma vida inteira a ajudar os mais desfavorecidos não teve nem 1% da atenção que a princesa teve.
    Diana, princesa cor de rosa e produto de self made marketing (esta inventei agora). E já gastei muito tempo neste assunto...

    ResponderEliminar
  7. Ohhhhhhhhh, Gonçalo, por favor não se amofine, .... e as minhas desculpas se o ofendi, não foi essa a minha intenção, por considerar, o seu 1º comentário eivado de uma certa inocência.

    É que ... sabe ? ... Gonçalo, eu não vejo a infidelidade (ui ... tema "caliente" ...), com "conta quilómetros", do número de facadinhas dadas no matrimónio.

    Do tipo ... um é melhor, porque só deu uma "facadinha", o outro é pior ... porque deu várias "facadinhas"...

    Conforme diz o Gonçalo, nesta frase:

    "...Dizia-se vítima da infidelidade do carlos, mas esse pelos vistos só andou com a bruxa, enquanto que ela coleccionava amantes como cromos numa caderneta ..."

    Devo dizer-lhe que, em defendo Carlos, nem defendo Diana, nem acuso ambos ...

    Tenho uma enorme dificuldade, em fazer juízos de valor, sobre o comportamento e - a relação - de duas pessoas (Homem/Mulher), enquanto casal.

    Há uma frase que se diz, que é muito certa, Gonçalo:

    Quem está dentro do convento, é que se sabe o que se passa lá dentro.

    Por isso, parece-me arriscado emitir opinião.

    ResponderEliminar
  8. Nada de pedidos de desculpas por favor, não me senti minimamente ofendido, nem havia motivo para tal.
    Para mim a questão não é se este traiu aquela ou aquela traiu aquele. Talvez tenha deixado essa impressão com o meu 1º comentário. Estou-me borrifando se o carlitos só andou com uma e a diana com um batalhão e vice versa. O que me faz impressão é todo o circo mediático e histeria que se criou à volta da imagem da diana, isto, (na minha opinião) sem qualquer justificação, porque a diana é uma personagem de revistas cor de rosa e ponto final. Ela não inventou a cura para nenhuma doença, nem tem nenhum feito de relevo na vida (para além do tema das minas que sinceramente acho ser mais uma manobra do tal self made marketing).

    ResponderEliminar
  9. sou gajo mas estou com a mami..um cabrão que encorna e humilha uma miuda como a dianocas com uma tábua daquelas realmente merece mil
    cornos e é pouco...e a coragem dela teve-os no sitio de ir a Angoladenunciar as minas...foi obra.
    Só não gostei que ela andasse como o monhé dodi tb não tinha categoria mas já estava muito deprimida e á deriva.E agora aí vai do grande João Maldonado poeta satirico do séc XVII

    Não lamentes, ó Nise, o teu estado;
    Puta tem sido muita gente boa;
    Putíssimas fidalgas tem Lisboa,
    Milhões de vezes putas têm reinado:
    Dido foi puta, e puta dum soldado;

    Cleópatra por puta alcança a coroa;
    Tu Lucrécia, com toda a tua proa,
    O teu cono não passa por honrado:

    Essa da Rússia imperatriz famosa,
    Que inda há pouco morreu (diz a Gazeta)
    Entre mil porras expirou vaidosa:

    Todas no mundo dão a sua greta:
    Não fiques pois, oh Nise, duvidosa
    Que isto de virgo e honra é tudo treta.

    ResponderEliminar
  10. Na minha terra, lá para a Beira-Alta, existe uma palavra para esta tipa:

    CANHÃO!

    ResponderEliminar
  11. Paulo Sousa4:15 da tarde

    Isto é complicado.
    O publico das revistas e jornais que aumentou as tiragens sempre que a Diana era noticia ou sempre que uma foto era publicada nas capas e 1ªa páginas também não deveria ser responsabilizado ?
    Afinal uma foto vale tanto mais quanto mais as pessoas quiserem ver essa foto e saber da fofoca.

    Curiosamente, o publico que aprovava e reconhecia o trabalho dos paparazzi, comprando e fazendo esgotar as tiragens, foi o mesmo que condenou o trabalho destes "caçadores de imagens".

    E depois alguém tem de ser culpado.
    Não aprovo os paparazzi mas que estes se movimentam consoante o gosto e a exigência de quem compram e querem saber das fofocas (os leitores) lá isso é verdade.

    Houvesse tanto interesse pelo publico em saber de reuniões secretas de grandes negócios escuros e tenho a certeza que os paparazzis lá estariam, tipo Weegee.


    Mas depois ninguém compra as imagens porque as pessoas interessam-se mais por saber quem colocou silicone nas maminhas e foi para o Algarve do que se passa ao lado em matéria de trafico de influências ou corrupção.


    Quam matou Diana fomos todos nós.

    ResponderEliminar
  12. Eu resumia os comentários no seguinte:
    São ambos cornudos, ou melhor, ela já foi, seja com uma "bruxa" ou com quinhentos "bruxos", que a quantidade não deve ser critério mas sim a atitude.
    Foram dois hipócritas que não tiveram a coragem de romper com o cinismo da monarquia britânica.
    Ele porque não teve a coragem de abdicar da sua qualidade de príncipe herdeiro por amor à "bruxa" e ela não se indo embora para não perder as regalias de ser princesa, preferindo ser uma princesa encornada e vingando a sua auto estima encornando.
    Quanto ao resto é papel para vender jornais e enternecer "donas e donos de casa desesperados".

    ResponderEliminar
  13. JS,

    "Curto e grosso" !!!
    Mai nada !!! Assim é que é !

    Fartei-me de rir, com a sua douta análise dos "cornos reais".

    Foi justamente o que eu quis dizer ao Gonçalo. É que os cornos, é uma questão de atitude, e não de "periodicidade".

    Já discordo na parte "do romper com o cinismo", em relação à coroa britânica. Diana rompeu e muito. Talvez venha daí, grande parte do seu (enorme) carisma.
    ...isto é a minha humilde opinião, note-se ...
    E tb me parece que Diana se estava a preparar, a sua saída do ambiente real, para juntar os trapinhos com o "seu dodi".

    ResponderEliminar
  14. caro js há aqui um erro no seu coment não me parece ter havido hipocrisia das duas partes mas apenas de uma!ele o orelhas tampax nem para ob serve! esse sim nunca teve os tometes no sitio! agora a piquena a diana é certo que enquanto menina e moça e por ainda ter o pipi em vias de desenvolvimento .que isto de ter o pipi no sitio não é coisa que se arranje ali na esquina às vezes tem-se sorte e nasce conosco outras adquire-se com a maturidade!diana apesar de tudo
    ainda aguentou quer as mordomias quer as agruras ! mas que eu saiba não que ela me tivesse confidenciado. mas acho que ela assim que se deu conta que tinha o pipi no sitio! mandou o reino da isabelita às urtigas bem lá pró meio da cornualha (isto rima com qualquer coisa mas agora nam me alembro) diz-se que foi a isabelinha quem deu 1º a ordem para que o casal se separa-se e que carlos assentiu de imediato ( menino da maezinha por isso comia a velha da came(i)la)freud explicaria isso mas não teve tempo...
    diz-se que diana esperou 3 meses ate concordar com a separação.isso é o que conta a casa real. claro para se fazerem de vitimas e ofendidos a mae e o filho quando sabiam bem o que tinham feito à miuda! e com que fins a tinham usado!!! sim que ela serviu apenas como ( aparelho reprodutor) já que o outro andava feito um tampax há muito! cá para mim quem se quiz divorciar foi a diana! mas a rainha deve ter colocado umas correntes no pipi da diana.para que a coisa sai-se assim mais ao genero. la puta a la calle! que soy la dueña del bordel! não sou fascinada pela diana nem andava a cata de revistas cor de rosa para saber da dita apenas me interssava pq quer se queira quer não diana foi pioneira em romper com um ror de coisas idiotas lá por casa da isabelinha. como o de quererem impedir a sua proximidade com os filhos os afectos tudo e que não fosse ela quem determina-se o que era melhor para os filhos ! por ter tomado tb atitudes em relação a causas como as minas em angola ou a sida, mas tudo isto no terreno. por isso a admirava. e quanto à imagem? apesar de não ser nenhuma boazona nem nada que se pareça que ela tinha mais graciosidade, caracter e quelque chose de je ne sais quoi....que as mais perfeitas e belas manequins ou actrizes lá isso tinha e não era só por ser a cinderela que se tinha casado com o sapo tampax.
    já agora quando me dirijo a qualquer dos prezados comentadores não pretendo menosprezar ninguem apenas rebater o que para mim e por ser evidente parece correcto. não me baseio nos km de revistas feitas com base em diana apenas em meia duzia de pontos que parecem ser os mais importantes!
    e não fomos nós que matamos diana! mas sim o seu pipi no sitio! e o motorista em vez de ter tomates no sitio ter para ai no minimo duas garrafas de cognac,
    mami

    ResponderEliminar
  15. luiz alooooooooo quem é a nani?
    mami

    ResponderEliminar
  16. Muito bem "pézinhos".
    Muito bem "mami".
    Mas o meu comentário está no essencial de acordo convosco, embora seja "curto e grosso", por mera preguiça intelectual em o desenvolver melhor.
    Porque ("mami"...) também concordo que Diana era o elo mais fraco ou, já que de cornaduras aqui se comenta, era a que tinha a cornadura mais mole.
    Sendo verdade que, a partir de certa altura, conseguiu romper com coragem e a cornadura endureceu, acabando por fazer a vida negra à realeza, onde, seguramente, também existem outros... reais cornudos.
    Portanto, embora não me importasse de descobrir umas minas com a princesa, mas aqui passaria a haver mais uma cornuda, uma vez que já na altura estava casado, não simpatizo particularmente com ela, mas ainda menos com o “orelhas”.
    E acho que tudo o que hoje se escreve apenas serve para alimentar um mito, que dá muito jeito à conta bancária da família e a um tipo de comunicação social que enfastia, a não ser quando as fotografias enchem o olho enquanto esperamos no consultório do dentista ou nos falta o papel quando temos que mudar um pneu ou encostar a um pinheiro quando fazemos campismo e temos algum aperto sem poiso adequado por perto.
    Já quanto a culpar os fotógrafos, se bem que estes são uns chatos, de que é um exemplo máximo aqui o nosso amigo Luís, o que é verdade é que quem andou nos copos e dar umas f**** por Paris e arredores, enquanto que o “orelhas” se “embruxava” lá pela Escócia não foram os fotógrafos.

    ResponderEliminar
  17. lollllllll olhe que luiz é com z

    mami

    ResponderEliminar
  18. Luís é com "s" e com um "i" com uma pinta e não conta um acento e um "z"...
    O Luís é que está como o PSL que nalgumas placas que inaugurou por aí lhe deu para a pancada da nobreza e tem o "de", sendo nuns lados Pedro Miguel "de" Santana Lopes e noutros simplesmente Pedro Miguel Santana Lopes.
    Vá lá um gajo perceber estes "neo-nobres"...
    Já agora, num das placas do PSL onde está o "de" está a testemunhar a inauguração de um estação de tratamentos de esgotos. Só que aquilo deve ter ficado mal feito e cheira mal como a m****.

    ResponderEliminar
  19. Corrijo:
    «Luís é com "s" e com um "i" com acento agudo e não sem acento e um "z"...»
    Quanto ao PSL mantenho...
    Acho que, com a confusão de "i's" e de "z's", já estou a ficar "i"mbriagado como o tal motorista.

    ResponderEliminar
  20. Gaspar de Jesus2:23 da manhã

    Ora aqui está um tema interessante e (educadamente) muito comentado o que também não deixa de ser interessante.
    Também eu tive oportunidade de fazer a reportagem fotográfica por ocasião da vinda desse mediático casal ao Porto para a TVGUIA, e era notório para quem estivesse por perto que as coisas não estariam bem, lembro-me bem que havia algum distanciamento entre eles, que não se olhavam, muito menos conversavam, podia "ler-se" no rosto de Diana uma tristeza profunda, lembro-me também da extrema rudeza da segurança britanica para com os fotógrafos portuguêses, e lembro-me também de, já no aeroporto de Pedras Rubras ter-mos ficado com a quase certeza (dada a distancia a que estavamos) de que era Carlos que estava aos comandos do avião real.
    Não vou aqui comentar infidelidades, dele ou dela tanto importa, também já tinha ouvido falar no famigerado "tampão"... e confesso que me falta capacidade para entender os gostos de uma certa "realeza" agora o que eu entendo é que um homem que desperdiça uma mulher assim É BURRO, não deve ter sido por acaso que a mãe natureza o dotou com umas orelhitas daquelas.

    ResponderEliminar
  21. " um homem que desperdiça uma mulher assim É BURRO, não deve ter sido por acaso que a mãe natureza o dotou com umas orelhitas daquelas." lollllllllllllll a MÃE natureza raramente se engana e poucas vezes tem duvidas!!!!
    mami

    ResponderEliminar
  22. Dasse quando o tema é fofoquice merdosa e estranja lá porque a Tv nos matraquilha com programas da Di...logo este Blogue se eriça e os comentadores de serviço se entesam....que vergonha...viva o João Maldonado e ponto final.O que vcês querem é linguareirice.
    Ide gaspiar carago !!

    ResponderEliminar
  23. dasseeeee home!!!! e pq a mim me toca!! fique vossa mercê sabendo que não estou ao serviço de ninguem !! e a estar? jamais seria ao seu!! que pelo que vejo quem não vai à sua catequese ou comenta o que vc quer ou como quer é logo filho de pai incognito!!! e saiba que para mim quem dá vivas seja lá a quem for! é pq perdeu a autoestima num bidé de um orfanato... e sabe: pelos vistos vc afinal sempre lê as merdices que por aqui se escrevem !
    e as que passam na tv! bem...( eu diria mais treslê. pq não percebeu patavina do que me interessou mais nos tais ditos "merdosos" temas ) mas tb não lhe vou explicar que isto não é nenhum ATL

    quanto ao final? vá vc carago! e leve uns sobreselentes não lhe vão queimar os pés que o sol escalda. sabe a historia da carochinha? pois ela bem se punha à janela muito escolhia mas ninguem lhe servia!....o resto conto depois_!!!

    falava vc tb de langueirão...faz-se um arroz com esses malandrecos nem lhe passa....
    mami

    ResponderEliminar
  24. mami se não te calas ponho-te de castigo a ver os jogos todos do Paços de Ferreira .....vê lá v~e

    ResponderEliminar
  25. lolllllllll
    jogos de quê? mobilias?
    quem cala consente!
    eu não consinto!
    eu sinto! blogo existo!
    blá blá blá blá blá blá.....lollllll
    baixe o som da tv e veja quem está a falar? eu claro!!!
    mami

    ResponderEliminar