quarta-feira, agosto 15, 2007

As lágrimas amargas de Zita Seabra

Cunhal na Praia das Maçãs. Quando ir à praia era atitude operária e camponesa

Acabei de ler " Foi assim" o livro testemunho de Zita Seabra. Uma grande e comovida confissão sobre o que foi a vida de uma militante comunista extrema e a desilusão por esse ideal que a levou a abandonar a família, a passar fome, perigos, doença e dor.

O livro vem num crescendo dando os sinais daqueles tempos em que a camarada de desilusão em desilusão chega à expulsão final.

Dois pontos altos: quando Zita descobre que Sita Valles, a sua camarada na UEC, amada e desejada e seguida por todos, acaba assassinada em Luanda numa prisão a mando do poeta Agostinho Neto, Presidente da Angola que se queria livre, liberta, independente. A mão que escrevia poemas foi a mesma que assinou a morte de Sita Valles, companheira de Nito Alves, então grávida. O PCP nunca contestou esta verdade, escamoteou, achou revolucionário. Outro ponto alto: quando numa reunião do comité central que durou até às seis da manhã ela foi expulsa tendo sido contra só o seu voto, o que provocou uma gargalhada geral dos camaradas, e onde estava também o seu ex-marido Carlos Brito.

Ela entrega ali mesmo sobre a mesa a Cunhal as chaves do Renault 5 que lhe estava atribuído, os jornalistas à saída querem declarações que ela remete para mais tarde em sua casa. Sai da sede. Cá fora uma chuva miudinha cai, ela desce a Avenida das Forças Armadas e desata num pranto, deixando sair as lágrimas contidas de anos. Um táxi passa finalmente, o taxista reconhece-a, diz que tinha estado a seguir tudo pela rádio, consola-a com palavras e no final pede-lhe para lhe oferecer a corrida.

Ficou sem amigos e foi Mário Soares, então Presidente da República , que a convidou para almoçar e que lhe garantiu segurança para não ser perseguida pelos esbirros de Cunhal.
O que ali fica da personalidade de Cunhal é que na verdade ele não passava do grande manipulador da classe operária e de todos os que dependiam dele, e eram muitos.

É um livro que aconselho, principalmente a muitos comunas convencidos de que a ditadura do proletariado, o centralismo democrático, é o Sol da Terra.

Passei a partir de hoje a ter uma admiração muito grande pela Zita. É uma mulher de coragem e de uma inteligência excepcional. Que Deus a proteja.

21 comentários:

  1. 1º razão para não chupar na Zita Seabra...segundo o Carlos Brito sempre soube a azedas heheheh
    2ª é da burguesia portuense, a cambada socialmente mais deplorável irritante pedante e ôca que o cimo da terra fez frutificar ( apenas no Porto felizmente)até conheço um fotógrafo de lá e que trabalha cá que de tão idiota cabia bem no chinelo pateta da Zitona...
    3º Foi e é( continua a ser porque aquilo é um vício) comuna e ex comuna e pró comuna um cartão de visita melhor que uma bomba de enxofre para afastar gente boa gente séria gente honesta gente bem disposta etc.
    4º As lágrimas de crocodilo que chorou gostava eu de as ver escorrer pela camisola Lacoste que tinha vestida na hora da despedida...
    5º Ter gostado e desgostado o que vai dar ao mesmo do Cunhalão e seus muchachos e com eles ter feito a vida negra a muito portugueses e enganado outros tantos com as balelas do PCP.

    ResponderEliminar
  2. até me admiro porque é que a Seabra não casou com o Pacheco da Marmeleira?
    Não estão tão bem um para o outro?
    Ele a remexer no pó da livralhada que lê do fim para o príncipio, ela a congeminar acepipes com foices e martelos e editoras e arrependimentos tardios e genuflexões papistas etc.

    ResponderEliminar
  3. Luis sempre foi uma boa e ternurenta alma para os arrependidos...é outro Marocas sempre disposto a estender a "umbrella" protectora aos pecadores de antanho.
    Para ajudar alguém que o mereça é que nem sempre estão atentos...o Marocas porque o LC desconheço

    ResponderEliminar
  4. Sobre Zita, o Luís termina como um verdadeiro católico.
    Sim, porque invocar Deus, ao pedir que "Que Deus a proteja", convém que vá à missa pelo menos uma vez por ano.
    Eu que sou um "ateu com dúvidas" diria antes que o Diabo a proteja. Ámen.
    Pois é suposto que Deus já nos proteje a todos, portanto, convém mesmo é pedir a protecção do Diabo.

    Já sobre a "admiração que ficou a nutrir" vá o ao blog Cinco Dias e leia alguns posts sobre o livro que acabou de ler e talvez perca alguma dessa admiração.

    Por mim, nunca gostei de renegados, sobretudo quando se viram para o lado exactamente oposto.

    ResponderEliminar
  5. Marocas sempre dis+posto a defender a extrema direita disfarçada, onde estavas quando da cabala socartes/coelho aparelho nazi fascista do fascista do PS contra o mais honesto dos Xuxas o boca de favas de seu nome Ferro Rodrigues e seu ajudante Pedroso...onde estavas Mario Soares para defenderes a Lei e a Constituição que proíbe expressamente deputados na AR salvo se apanhados em flagra em crimes passiveis de levarem mais de 3 anos ? onde estavas Marocas pra defenderes os camaradas xuxas sociais democratas a sério que protegeram o Estado-Previdência e a democracia social? Estavas do lado dos infiltrados coerlheiros magahones sócrates e Cia. ???
    Por isso não te perdoámos...mal por mal antes o cavaco que ao menos não é camaleão.....

    ResponderEliminar
  6. a Constituição proíbe a detenção de deputados do Povo na AR salvo como atras ficou escrito

    ResponderEliminar
  7. deixem lá o LC invocar o santo nome de Deus em vão...ele é tão pecador que quando chegar ao céu há um maremoto na terra...ahahahahahahahahahaha Deus não te vai perdoar Luizinho...vais ter de O ouvir aos berros a vociferar porque adulteravas o D 76 e revelavas o Tri-X a 30º quando devia ser a 20º...e utilizavas o HC 110 para despachares serviço e pôres os negativos negros que nem cafres e com grão sem bacalhau aahahahah

    ResponderEliminar
  8. pézinhos n' ... areia2:46 da tarde

    Éssagora, amigo js, então as pessoas agora já não podem mudar de convicções políticas ou outras ?
    Era o que mais faltava !!!

    E já agora renegada ao auto-renegada ???

    Devo dizer com toda a honestidade que ainda não li o livro.

    Pela Zita sobra-me alguma compaixão. E explico:

    Quando olho para esta Senhora, há qualquer coisa na expressão facial, que me inspira amargura, solidão.
    O riso é forçado. A expressão normal é dura.

    Penso que quando se leva uma vida a defender determinado ideal ou ideiais, e um dia, se temos o azar (ou a sorte !) de abrir a Caixa de Pandora, e vemos coisas que não gostamos. Ui ... o choque é imenso. Porque ao fazermos o rewind da nossa vida, depois de aberta a caixa de pandora, nada vai dar com nada, a contradição emerge e inunda o nosso espírito.

    Talvez tenha sido isso que se passou com Zita.

    Uma cidadã, cujo posicionamento ideológico estava formatado num determinado sentido, e que de repente, ... pofff ....o pano caíu.

    Quanto à ideologia defendida até certo momento, por Zita, na sua vida, e que o LC resolve aqui, com duas "penáchádas".

    Ó LC que leviandade teórica, a sua.

    Há cientistas sociais que têm dedicado uma vida a estudar a história e o conteúdo desta ideologia, bem como alguns dos seus defensores, o caso do Camarada Álvaro Cunhal, e ainda hoje têm dúvidas e hipóteses teóricas por esclarecer.

    E o senhor remata a coisa e ... mai nada !!


    Compadri esta pôrra assim nã pode sêri, 'tá me compreendendo ???

    ResponderEliminar
  9. julgas que andas aqui sem vigilância revolucionária ? ahahahahah tens de confessar que admiras o Cartier Bresson ,mas cortas os negativos quadrados das Rollei e das Hasselblad, tens de confessar que fazes fotos a côres e puxas os negativos e os slides e agora que não podes manipular as quimica andas aqui a manipular a malta com fotos de Ricoh GR, e fazers cropping no ruído dos ficheiros raw e jpeg ...não vais andar descansado não...Deus não dorme ahahahahahahah e boas férias fecha o portátil e descansa

    ResponderEliminar
  10. O PCP português é o maior partido comunista da europa ocidental.Têm fama de intelectuais capazes de libertar o proletariado da escravatura do capital. Têm uma organização muito activa e estruturada para angariarem filiados mas são uma organização como outra qualquer, muito semelhantes às seitas relegiosas.
    Meu pai, também foi caçado e agarrado para sempre. Nunca se libertou! Levou a lavagem da radio Moscovo, que na altura , estava sempre ligada nos vasos de guerra portugueses sob o comando desse grande camarada Rosa Coutinho!
    Há muitas Zitas em portugal e neste mundo também . Se o LC for a Havana , ai encontrará muitas!
    Em Africa tb as há com fartura!
    Eu tive o previlégio de ter testemunhado no tempo da guerra, pós independencia, o mal que os Comunistas fizeram em Angola e em Moçambique,onde vi com os meus olhos a destruição total da sociedade onde nada funcionava , tal como fizeram no tempo do MFA, aqui em portugal e tal como aconteceu na ex URSS.
    Penso pois que Zitas devem haver aos pontapés.E´, já agora como o meu Pai, também. Nãao se esqueçam que Cunhal foi eleito a 2º ou 3ª personalidade portuguesa o sececulo xx.

    ResponderEliminar
  11. Sobre o que comentou “pézinhos n' ... areia”: «Éssagora, amigo js, então as pessoas agora já não podem mudar de convicções políticas ou outras ?
    Era o que mais faltava !!!
    E já agora renegada ao auto-renegada ???»

    A Zita Seabra é uma personalidade que não agrada, nem quando era do PC e muito menos agora que é do PSD, ou será PPD/PSD, como diz o PSL, também este escritor. A propósito do PSL, este, então, nem o posso ver e tenho muitas razões para isso, as quais aqui não posso e não devo comentar.

    Quanto a ser renegada ou auto-renegada, são ambas as coisas.
    Mas ela não está sozinha, os Durões, os Santanas, os Judices, e tantos outros também usaram barbas à Marx e hoje fazem a barba e usam gel no cabelo, neste último caso, à excepção dos que ficaram carecas.

    Para mim, a Zita não pretende se confessar nem justificar os seus enganos ideológicos com o livro.
    Apenas o quis vender e fazer dinheiro.
    Mas, pior do que isso, é o que tenho lido em críticas de testemunhos de seus contemporâneos e de descendentes de históricos do PCP, que defendem que o livro nem sequer é rigoroso nos factos, ou melhor, parece ser tendencioso no sentido de favorecer a sua imagem.

    Mas não quero julgar a Zita Seabra, nem tenho esse direito, porque cada muda de pele conforme bem entender. Apenas, como disse atrás, é uma personalidade que não agrada, como muitos dos políticos que por aí andam.
    E para isso existem as eleições, apesar de quem escolhe os deputados sejam os feudos dos aparelhos partidários e não nós, porque o sistema está feito assim, para os (mesmos) políticos se perpetuarem no poder, hoje a governar e amanhã na oposição, mas sempre com poder para... se governarem, numa lógica de hoje eu e tu amanhã, e o resto é circo mediático.

    E apesar de só “os burros é que não mudam de ideias”, eu ainda sou do tempo em que, em certas convicções, prefiro ficar com as orelhas compridas e que o nariz não me cresça, sendo curioso que até tenho as orelhas bem pequenas.

    ResponderEliminar
  12. pézinhos n' ... areia5:36 da tarde

    ehehehehehe... estou completamente de acordo, consigo, caro js.

    Eu percebi muito bem o que quis dizer, js, apenas queria ter a certeza, se era mesmo como eu tinha percebido, o que o "js" tinha escrito.

    Eu tb não gosto dela, nem deles.
    Aliás .... estou farta deles.
    Há uma necessidade enorme de renovar a classe política.
    Se bem que ... a renovação será feita com os filhos e os afilhados deles.
    Portanto, mais do mesmo.


    haja esperança !
    Daqui a 500 anos, Portugal vai ser um grande país...:-))))))

    ResponderEliminar
  13. Leiam o ensaio " A Revolução Liberal / Os Devoristas " do VPVaslente e percebem melhor como é a política à portuguesa SEMPRE se fez assim.
    LC esclarece-me uma dúvida. Sérgio Mah organizador da LisboaPhoto foi contratado para organizar a PhotoEspaña por 3 épocas. Investimento BES no país vizinho?
    A Guta Moura Guedes do Experimenta Design idem mas em Torino( Itália)
    lá perdemos uma gaja gira nestas lides da cultura.
    Por último li e comprovei na SlateV que o Ingmar Bergman realizou filmes publicitários de sabonetes. Teremos brevemente o Oliveira a filmar as vantagens do sabão macaco?

    ResponderEliminar
  14. Pavlov explicou isso... atiram-se a uma opinião com uma voracidade incontida. Tenham calma e aceitem a diferença. Guardem a intolerância para aqueles que fazem crescer os seus dividendos 30% num ano enquanto vocês se esgadanham por uma prosa !!!?

    ResponderEliminar
  15. Chamei-lhe ingénuo LC em comentário anterior. Reforço hoje essa opinião. O seu último parágrafo é revelador.
    Você é solidário com tudo o que é pulhice, desde que chorem no seu ombro.
    Essa senhora que tanto aplaude agora é uma salta-pocinhas sem dignidade e sem coerência. Como é possivel alguém ainda lhe dar guarida e a compreender?

    ResponderEliminar
  16. ó mami dasse este gajo o Cunhal tá com ar de engate num tá?
    achas que o gajo papava a viscondessa da asseca ou ela já estava molhada quando o chefe dos comunas tirava os boxers e exibia o martelo do proletariado ?
    heheheheheh

    ResponderEliminar
  17. mami sousa12:51 da tarde

    cá para mim ele tá mais com um arzinho de imberbe gaygate.
    bem não sei se reparou mas existe neste blog uma votação a decorrer e ao que parece o " sexo e costumes" não está a ganhar! vc bem se esforça por ai mas eu se fosse a si até que parava! não vá a semeadura dar piores resultados dos que eu já referi em resposta a um seu coment. sobre agricultura de sobrevivencia! menos , menos!
    dassssssssssss que não percebe! já estou mais off topic do que queria.

    ResponderEliminar
  18. mami sabes que há uma camara foto que se chama mama mia ???
    ahahahh

    ResponderEliminar
  19. pepinos e alforrecas mami

    ResponderEliminar
  20. A direita no seu melhor....
    Se soubessem.............

    ResponderEliminar
  21. a melçhor e a mina da SPORTV! Parece uma sanita com aquantidade de anormais de la ladram. So imconpetecia!

    ResponderEliminar