segunda-feira, junho 18, 2007

Não demite mas vai moendo

Hoje na Zambujeira do Mar, à volta de uns caracóis, umas cervejolas e outras delicias uns portugueses de ar bonacheirão, na casa dos cinquentas, divertiam-se a gozar com a licenciatura de Sócrates. Um dizia que já tinha sido professor e achava o caso inqualificável, outro atirava com o exemplo pouco edificante do antigo ministro e deputado socialista que foi presidir à Iberdrola e à TVI, para provar que os socialistas no poder têm sido um fartar vilanagem.

Estas coisas não matem mas moem. E Sócrates já percebeu que a partir de agora é sempre a malhar. Tal como um cancro, esta doença que mina o governo vai acabar em mal. Os portugueses não vão mais aceitar a mentira, os impostos elevados, o fim da segurança social, o analfabetismo feito cultura, o betão como mais uma pesada herança para ser paga pelas gerações vindouras. E sobre isto a cereja: a repressão e perseguição àqueles que não têm medo de dizer as verdades. Veja-se o Caso Charrua e o Caso Balbino.

1 comentário: