sábado, junho 16, 2007

Balbino já é arguido no Caso Sócrates

O autor do blogue Portugal Profundo, António Balbino Caldeira, o professor do Instituto Politécnico de Santarém, que há dois anos começou por falar na trapalhada à volta do diploma do Primeiro-Ministro, foi hoje constituido arguido num processo e testemunha em outro.

Ele próprio o diz no seu blogue num post de hoje:

Acabo de ser convocado para prestar declarações como arguido no âmbito de inquérito judicial relativo ao assunto do percurso académico (e utilização do título de engenheiro) de José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa - além de outra convocação para depoimento como testemunha noutro inquérito relativo ao mesmo Dossier Sócrates. Desconheço o(s) crime(s) de que sou arguido - tendo sido eu que investiguei e publiquei este Dossier, depois desenvolvido na blogosfera e nos media.Recebi, há pouco, hoje, dia 15-6-2007, um telefonema (de número não identificado no telemóvel) de alguém que se intitulou funcionário judicial do DCIAP e me informou da minha convocação para ser ouvido, no mesmo dia, em dois inquéritos judiciais - como arguido (num inquérito) e testemunha (noutro inquérito) -, ambos relativos ao Dossier Sócrates. Depois, por fax que indiquei, ficaram de remeter a confirmação das notificações.O disclaimer que apresentei, desde o início da publicação do Dossier Sócrates, continua a valer para o primeiro-ministro. Para mim, que vou ser arguido, não.

4 comentários:

  1. Custa a acreditar... Na minha ingenuidade, ainda espero que tudo não passe duma brincadeira. Mesmo de mau gosto, é preferível à alternativa.

    ResponderEliminar
  2. E depois digam lá se não está aí o FASCISMO.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao "Expresso": vocês continuam uns valentes filhos da mãe, mas, rponto, é a vida :-)

    ResponderEliminar
  4. Pró fascismo? com o Lino e o Magalhães o Vital treinados pela TXeka não é improvável...mas mais que provável já la estarmos sem sabermso...Balbino já vai responder por causa das verdades que levamtou no seu blogue

    ResponderEliminar