sábado, abril 14, 2007

Meia Culpa: filha de criminoso é lá alternadeira, os mandantes licenciaram-se na cadeia

Há 10 anos Amarante era cenário de um trágico crime na noite. Um bar de alterne era atacado pela madrugada com clientes e alternadeiras lá dentro. Dez mortes, acho, e muitos feridos. Uma desgraça protagonizada por um outro dono de uma outra boîte, O Diamante Negro, em nome ao que consta de inveja e vingança.
Era uma história que desenhava um pouco o que tinha mudado na província portuguesa. O mundo rural dava lugar ao mundo suburbano, um mundo de droga, vicio, prostituição, negócios escuros. Portugal estava a mudar no final do Cavaquismo dos milhões da Europa, o tempo do dinheiro fácil, do facilitismo.

Por essa altura tudo se dava e comprava. José Sócrates era um obscuro deputado guterrista, pronto a enfileirar os conquistadores do novo poder alternativo ao acabadismo Silva.

Portugal mudou muito, mas nem tanto. Passados 10 anos a filha de quem mandou incendiar a Meia Culpa trabalha agora como alternadeira no mesmo local que o pai mandou liquidar na acção de 3 malandros que entretanto se licenciaram na cadeira. Mas ao que consta estudaram e fizeram exames.

Este país está cheio de óptimas histórias para o cinema.
Este país é uma fita.

VEJA AQUI A HISTÓRIA DE UMA ALTERNADEIRA

6 comentários:

  1. Gaspar de Jesus12:25 da manhã

    Caro companheiro Luís Carvalho, só à pouco tempo descobri este teu Blog e agora acredita que o visito várias vezes ao dia,é que se eu já era admirador do teu trabalho enquanto Fotojornalista de referência, pelo menos para mim, agora em face do que aqui leio estou fâ também da tua verticalidade e da coragem com que chamas os "ditos" pelos nomes, parabéns por isso e o meu abraço fotográfico. Cumprimentos para tua espôsa Isabel e felicidades para o teu filhote. Gaspar de Jesus
    Nota: Consta que nos vamos encontrar em Matosinhos nos finais de Junho.
    Obs: Deixo aqui o meu contacto para o caso de precisares de algo da minha pessoa - gasparjesus@hotmail.com

    ResponderEliminar
  2. Um grande abraço para ti Gaspar. Obrigado pelas tuas palavras e admiração. Lá nos veremos em Matosinhos e a Isabel e o David irão comigo. Abração.

    Luiz

    ResponderEliminar
  3. é inadmissível uma historia destas nem há palavras para descrever!!!!

    ResponderEliminar
  4. Katia Martins2:58 da tarde

    Olá chamo-me katia Martins, a minha mae perdeu a vida ha 14 anos no Meia culpa,deixou 4 filhos menores incluindo a mim,nunca ninguem quis saber de nós,se tinhamos familia ou condiçoes minimas para viver.Ate hoje nao houve indeminizaçoes por parte dos criminosos ou do estado.Agora licenciaram-se,provavelmente irao sair e arranjar forma de exercer e continuar com os seus"negocios" sim nao os estou a ver a trabalhar 8 a 10h diarias para no final do mes receberem o ordenado minimo,esta gente nao se contenta com pouco.
    Isto para dizer que o nosso pais a nossa justiça e o nosso governo sao uma vergonha e uma anedota.Talvez se fosse filha de algum deputado ou ministra ja tinhamos recebido as indeminizaçoes e apoio para os meus irmaos.
    Desejo o pior que pode exitir aos arguidos do Meia Culpa sem dó nem piedade.

    ResponderEliminar
  5. Venho discordar um pouco da vossa opinião, simplesmente porque, ao fazer voluntariado no E.P-P.F. e passado muitos anos daquela noite, tenho a dizer-vos que conheci um dos 3 encapuçados que entraram para regar a discoteca e causaram as 13 mortes. Tanto ele (o que conheci) como os outros dois praticantes dos crimes e o mandante foram condenados a pena máxima em Portugal, homicídio premeditado, quando na verdade não se tratou de tal crime, já que a intenção não era matar mas sim assustar.(não discordo da pena de 25 anos, mas sim da acusação)Não foi Homicídio Premeditado ou qualificado,mas sim homicídio simples, já que os incausados foram a mando de um terceiro para pregar um susto e não para matar as 13 pessoas. Infelizmente morreram 13 pessoas e não lhes tira a culpa. Mas acreditem que muito sofrimento tiveram aqueles jovens que se deixaram atrair por uma soma de dinheiro que lhes foi oferecida para pregar um susto e saiu tudo mal,acontecendo uma tragedia. O Indevido que conheci já detido há mais de uma década, hoje é Formado e não tem uma vida fácil, pois continua preso a espera de fazer 17 Anos para ver a sua condicional ser apreciada! Não queiram ter a vida que ele teve nestes últimos anos. Entrou jovem na cadeia e sai de lá com mais de 40 anos de idade. Os erros pagam-se, e uma morte é difícil de esquecer. Imaginem agora o que será um país inteiro contra uma pessoa, quantas vezes esta pessoa não se arrependeu daquela noite fatídica. A culpa de 13 mortes é um fardo pesado, e acompanhei durante algumas horas os desabafos desse fardo, não o queria para mim.Quem vai dar trabalho a uma pessoa que colaborou em 13 Homicídios.É tudo complicado, por vezes temos de ver os dois lados, se fosse um familiar meu não sei o que pensava, mas acreditem que quem levou com o fardo já mais viverá em paz com a sociedade e com o mundo. A vida é complicada e acredito no arrependimento de algumas pessoas que cometem erros. Num acidente um Brasileiro atropelou uma pessoa e matou-a, foi condenado a 9 anos porque foi perto duma passadeira, quem teve a culpa? Qualquer um de nos poderia atropelar outo se querer e ir para a cadeia. Não gostava de ser juiz a justiça é complicada e por vezes nem existe... Neste caso do meia culpa ela foi aplicada. 25 anos, o juiz não podia dar mais. Quanto as indemnizações é impossível alguma vez pagarem a totalidade visto serem de valores muito elevados. (Embora não haja dinheiro que pague uma morte) Se os valores fossem mais baixos seria mais fácil as famílias receberem alguma coisa. Nestes casos o estado devia dispor de uma verba para ajudar famílias de vitimas necessitadas, pois se os criminosos vão para a prisão como podem pagar os valores? Especialmente em penas de larga duração. A não ser que tenham bens em seu nome, acho que não é o caso.. O mandante tinha alguns, mas nem para pagar metade devem ter dado.. Não estou nem a favor de que cometeu estas mortes trágicas, mas acreditem que por vezes um ser humano comete erros e errar é humano. Ou não seremos nos seres racionais, acho que é isso que nos destinge dos animais.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, sou filho de uma das vitimas de caso meia culpa. A minha mãe morreu fez 15anos dia 16 de abril do mês passado, tinha 4 anos na altura. Não tive tempo para poder conhecer a minha mãe, e tenho vagas memorias dela infelizmente. So quero que fique uma coisa aqui para caso de um dia os OTARIOS da merda que fizera vejam isto que graças a esses filhos da **** não tive uma infância com a companhia da minha mãe, tive uma infância de merda assim dizendo! só espero que vocês tenham uma vida de merda!!!!

    ResponderEliminar