terça-feira, agosto 21, 2012

Pingo Amargo

As grandes empresas em Portugal comportam-se com uma arrogância intolerável.
Isto porque os consumidores não estão habituados a vetarem marcas e a escolherem as empresas que melhor os servem.

Estas grandes empresas comportam-se como monopólios e acham que podem mandar nos clientes e fazer de cada cliente um criado.

O Pingo Doce investe em publicidade e acha que essa estratégia é suficiente para a carneirada correr a comprar o que a mercearia quer.

Fez política no 1º de Maio numa acção nunca vista por uma empresa e agora dita regras aos clientes como se estes fossem obrigados a aceitarem as condições impostas.

Compras, pagas e não bufas. E se não comprares não vais ter direito ao descontozinho.

O Pingo Doce já provocara todos aqueles que permitem que exista como uma empresa ganhadora ao pôr a empresa com sede na Holanda.

É a terceira provocação. E eles sabem que as vendas não vão diminuir e que o povinho não terá alternativa.

Na verdade eu detesto o Pingo Doce mas acabo sempre por lá ir. Está mais perto, tem o pão para diabéticos e umas embalagens de comida pronta a comer.

Os tipos sabem.

Com esta ideia de acabarem com o pagamento multibanco para valores inferiores a 20 euros, eles sabem que quem só usa cartão comprará mais que 20 euros e os outros não se ralam porque pagam com as moedas amealhadas.

É um retrocesso de civilização, é uma estupidez e é de uma arrogância inadmissível.

Só espero que os fregueses saibam dar uma resposta à altura.

1 comentário:

  1. Comigo não contam mais.
    Haja alternativa e para mim acabou.

    ResponderEliminar