quinta-feira, outubro 06, 2011

Steve Jobs, o homem que mudou a minha vida

Detesto computadores, informáticos e gadjets que se vendem nas lojas para "kitarem" aquelas caixas horrendas que transportam o sistema windows.

Detesto computadores, mas amo a Apple.
Não sei seria capaz de viver sem o mundo que Steve Jobs criou para mim. Um ambiente de trabalho, lazer e de facilidade de partilha.
Comecei por ter um G3, depois um G4, depois um iBook, depois iPod, depois, um iPhone, depois um iPad... é com estes amigos que trabalho as minhas fotografias, os meus vídeos, os meus textos, a minha música, os meus sites, os meus cartazes. Cruzo tudo isto num ambiente fácil de utilizar. Poupo tempo, dinheiro, e vivo como peixe na água à frente deste meu iMac de onde escrevo agora.

O meu filho de 9 anos confiscou-me o iPad e lida com ele com mais à vontade do que com os irritantes menus da Playstation 3. E o Magalhães que recebeu este ano, está sempre fechado porque não atina com aquilo.

Steve Jobs foi um visionário e um génio. Pôs o computador ao serviço do utilizador, sem vírus, sem avarias, sem bugs. Em 12 anos nunca levei um Apple à oficina, nem sei o que é um informático, felizmente.
Steve criou uma rede de máquinas inteligentes, intuitivas, uma cultura de trabalho online. A Apple pensa nas máquinas, no seu design minimalista e desenvolveu essas máquinas a pensar na net. O iTunes é uma invenção maravilhosa. Nunca mais comprei um disco, embora goste da ideia de ter CD. Mas para quê? Para acumular prateleiras de caixas poeirentas de difícil acesso?

Foi essa cultura nova de trabalho que Steve Jobs revolucionou e que, diga-se em verdade, muitos utilizadores de Apple não exploram por preconceito e preguiça.

Como empresário Steve Jobs foi o paradigma do patrão que cria riqueza através do trabalho, da inovação, da qualidade das equipas e da intransigência com a qualidade. Viu sempre a Apple como uma marca para inovar e não como uma fonte para exibições de novo-riquismo. Aquele patronato português, que tem a mania que é inovador, devia pôr aqui os olhos e aprender.

Tinha de escrever sobre Steve Jobs. Embora o que sinta neste triste dia em nada se possa traduzir numas pobres palavras.

Obrigado Mestre Steve Jobs!! Quando chegares ao céu, Deus vai aderir ao sistema Apple!

2 comentários:

  1. Que bonito texto Luís!
    Partilho contigo a admiração que tenho pelo Steve e pelos produtos maravilhosos Apple que ele nos pôs à disposição. Sou como sabes grande fã da marca e por isso este dia é também para mim de grande tristeza.

    ResponderEliminar