sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Passos a reboque do Bloco. A infantilidade do PSD.

Confesso que estou um pouco cansado de falar de política. Por isso o Instante Fatal tem-se ressentido da minha pouca aplicação, também traído com a rapidez, agilidade e interactividade do Facebook.

Hoje como está fresquinho, é sexta-feira e o Sol entra pelo meu estúdio na LxFactory, e porque não tendo vindo na minha mula HD, vim a ouvir o rádio num engarrafamento deprimente, hoje,escrevia eu, apetece-me falar desta palhaçada que é a moção de censura dos meus amigos do Bloco de Esquerda. Mas também da do PCP. E da falta de coragem, de rumo e de táctica de treinador político de café que é Passos Coelho.

Ao engasgar sobre a moção do Bloco de Esquerda, Passos e seus seguidores, mostraram uma cobardia política miserável, uma total falta de estratégia. Revelaram que são frágeis, volúveis e que até o Bloco os pode assustar e surpreender. Uns garotos a fazerem política com voz grossa e bem colocada, como se falar ao povo fosse o mesmo que estar a fazer a locução de um programa de rádio do antigamente.

Passos Coelho não tem estaleca, não tem experiência e a sua ansiedade por ir para o poder é incontrolável. Como um carro defeituoso Passos acelera demasiado para a capacidade dos seus travões. Brrrrrr!! PUM!.

Ontem, de visita à Assembleia da República, entrei no hemiciclo estava Sócrates a responder ao PSD. E muito bem: o que o PSD quer, juntamente com o partido do político há mais tempo como dirigente partidário, Paulo Portas,é usarem o ataque de que Portugal está a ser alvo pelas agências de ranking, para forçarem a vinda do FMI durante o governo do PS, deixarem que as políticas impopulares sejam impostas de fora e que o PS possa ter o ónus de ter levado o país ao fundo. Eles virão como os salvadores, os génios, os que vão conseguir por o país a exportar em força, a pagar a dívida num abrir e fechar de olhos, que vão privatizar a CP, o serviço nacional de saúde, vão liberalizar os despedimentos, limpar milhares de funcionários públicos, baixar os impostos, eles vão fazer de Portugal um país em tudo acima dos rankings da qualidade da Europa.

Eles têm a fórmula mágica. Não são políticos. Coelho e Portas e tudo à volta, são os druídas da política, que com a grande mão do grande satã da direita portuguesa, que é Cavaco Silva, irão meter Portugal nos eixos. Vão fazer Portugal ultrapassar a Grécia, a Irlanda, Espanha, Itália, Bélgica, Inglaterra, até o Estado da Califórnia. Esta direita tem a solução. mas é a solução final para Portugal. Uma solução para possibilitar o crescimento desmesurado da classe média alta, de meia dúzia de empresas monopolistas e de meterem o garrote nas pequenas e médias empresas.

Podemos detestar Sócrates. Ele pode ser um mentiroso. Mas é o nosso mentiroso. Claro, que se as medidas deste governo são socialistas eu quero ser da extrema-direita! Mas o que está agora em causa não é acharmos que Sócrates tem uma obra de engenhocas e arquitonto equivalente a um Siza, ou se tem amigos detestáveis ou se odeia jornalistas e tem um fotógrafo oficial execrável. O que conta agora é que as hienas que estão no bloco da direita, e que uivam e salivam, pelo Poder, serão a solução final, juntamente com Cavaco, para que este país perca o pouco que lhe resta de decência, Estado Social e consciência de classe.

A moção do Bloco e a do PCP são de uma leviandade total. A única coisa com piada da Moção do Bloco, é que acontecerá no primeiro dia em que Cavaco vai reiniciar o seu segundo mandato. Um mandato que vai fazer dele o político europeu no activo com os mesmos anos de Poder de Moubarak.

1 comentário:

  1. Meu Caro,
    A CULPA DISTO TUDO É DO BISPO DE LEIRIA!
    Para perceber o que digo tenho de contar esta "história":
    O Prior de uma paróquia da Diocese de Leiria, já de idade avançada, pediu ao Bispo que, pelo menos na quaresma, lhe enviasse um auxiliar pois não dava conta de tanta mulher no confissionário. O Bispo anuiu e enviou um padre recém ordenado para ajudar o velhote.
    Este, quando viu o colega novato, perguntou-lhe:
    - Meu filho, que idade tens?
    - Tenho 21 anos e ordenei-me há uma semana...
    Respodeu o jovem padre, timidamente e com as faces coradas.
    - Então não tens experiência nenhuma de confissionário... Assim sendo, vamos juntar os confissionários para me pedires eventuais ajudas ou conselhos, pois isto de confessar mulheres tem muito que se lhe diga.
    O velho prior estava carregado de razão. A primeira mulher que ajoelhou no confissionário do novato levantou-se ao fim de 5 minutos e saiu da Igreja entre choro não contido e frases de revolta. A segunda mulher nem 5 minutos gastou para se levantar e gritar:
    - Bandalho!Isto não pode ser! Vou já falar com o Sr. Prior! Bandalho!
    O Prior acabou a confissão à pressa e foi à sacristia onde a paroquiana, histérica, lhe disse que não admitia o que se tinha passado.
    - Mas o que foi? Perguntou o Prior.
    - Imagine que o raio do padre (eu nem sabia que havia um padre novo na paróquia) me perguntou se eu era casada...
    - Tem calma minha filha, a culpa não do padre novo, a culpa é do Bispo de Leiria.
    - E eu disse que sim, que era casada. Então o desgraçado perguntou-me o que é que eu fazia na cama com o meu marido...
    - Tem calma minha filha, a culpa não do jovem padre é do Bispo de Leiria. Voltou a dizer o Pároco.
    - E eu disse-lhe o que sempre fiz na cama com o meu marido... E aí o bandalho chamou-me puta e disse-me que não me absolvia se eu não parasse já com tais práticas na cama com o meu marido. Imagine Sr Prior!
    - Tem calma minha filha, já te disse que a culpa não é dele, é do Bispo de Leiria.
    - Do Bispo de Leiria? Porquê Sr. Prior?
    - Olha filha, eu pedi ao Bispo ajuda e ele mandou-me, para me ajudar nas confissões, um padre que nem foder sabe...

    E SÃO ASSIM OS NOSSOS POLITICOS E GOVERNANTES... a CULPA NÃO É DELES. É DO "BISPO DE LEIRIA"...
    Claro que aqui o Bispo de Leiria somos todos nós e as camarilhas que mandam nos partidos, que elegemos, escolhem e nomeiam gente que nem foder sabe...
    A CULPA É DO BISPO DE LEIRIA!

    ResponderEliminar