quarta-feira, novembro 03, 2010

Cavaco está desiludido. Eu também.

owscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="480" height="385"> 
O candidato Cavaco Silva mostrou-se ontem incomodado com a prática da política em Portugal.

O lamento foi dado no Facebook, no mural do candidato, pouco tempo depois de ter terminado mais uma matinée animada na Assembleia da República.

Eu compreendo o candidato à corrida presidencial apoiado pelo PSD. Eu e muitos portugueses.

Ontem fui apanhado  de surpresa, quando no televisor de uma leitaria me apareceu o deputo Pedro Lince, um filho do cavaquismo original, a questionar o governo socialista na AR. Eu que votei na Dra. Ferreira Leite para chatear Sócrates e desafiar os meus amigos da esquerda, fiquei com um nó na garganta. Afinal, no meio do meu desvairado voto, devo ter contribuído para a eleição de alguém que num país democraticamente decente nunca seria eleito deputado.

Lince teve de se demitir de ministro, por causa de uma cunha que terá metido Martins da Cruz, ex-assessor de Cavaco, ministro de Santana,  para uma sua filha. Uma trapalhada entre amigos mas que levou ao desaparecimento político de Lince, não o da Malcata, mas o aguerrido ministro do tal governo da má moeda.

Lince fez parte do governo de Cavaco como secretário de estado de MFLeite, ministro de Santana, demitiu-se, e regressou pela calada à política, discretamente, pela mão da então dirigente do PSD MFLeite. Foi a votos e uns idiotas úteis elegeram-no deputado da Nação. Ministro demissionário ontem, deputado em nome do povo, hoje. É a democracia.

Teria sido melhor para ele manter-se agora caladinho na fila do fundo. Talvez assim ninguém desse por ele. E quem votou nele (desgraçadamente como eu!) não tivesse de se indignar e ficar desiludido mais uma vez com os políticos,como tão bem defendeu o candidato apoiado pelo PSD a Presidente da República.

Um aparte: e que seria de nós se o candidato apoiado pelo PSD a PR não nos compreendesse nestas coisas das injustiças da política?

Em política o que parece é. E mesmo que a seriedade de Lince não esteja em causa, quem um dia errou ou foi aglutinado na enxurrada do lamaçal da política, não pode voltar à prática pública. É uma das crueldades da política, mas é também uma das características do jogo. Ou devia ser.

Fazer política não é como fazer outra coisa qualquer. Na política só se perde a virgindade uma vez!

A indignação do candidato apoiado pelo PSD à Presidência é pois mais que louvável! Como o compreendo ao criticar os políticos!

Para quem como Cavaco Silva governou 10 anos em maioria absoluta, e para quem criou politicamente protagonistas que mexeram com a política como Oliveira e Costa, Dias Loureiro, Ângelo Correia, Duarte Lima, Martins da Cruz, Macário Correia, Isaltino de Morais e muitos outros ilustres democratas, pode ter razões hoje para estar triste, desiludido com os políticos.

Não foi só o monstro do orçamento que foi criado em Portugal.

Muitos outros mostrengos floriram nesta ditosa Pátria desalmada.

2 comentários:

  1. Ui foi uma mina aquele tempo...que saudades do Torres Couto, o Oliveira e Costa (o sondagens)
    tudo "pessoal" da UGT, a mamarem 600 MIL, a beberem vinho do Porto, com o sr Silva, por terem assinado um acordo de merda??!E as "acções de formação",que a UGT "criou", para "ensinar" a malta cá do burgo, a "descascar gambas só com uma mão"?
    Ai que saudades, que eu tenho do sr Silva a 2dar o nosso dinheirinho ( 5 milhões) a um "empresário", Suisso ou Franciu,para um "enorme empreendimento",prós lados de Odemira,e, segundo as sábias palavras do "manequim do Chiado", « iria dar muiito emprego" ao Alentejo....Só que o "EMPRESÁRIO DEU Á SOLA"....Dass, olha, lá se foi o guito!!!
    Que grande "INCONOMISTA " Estão recordados?
    Acho que eram estufas de morangos...o certo é que, dinheirinho nem vê-lo!!!Ai,ai, e no entanto,"ELE" move-se, como se nada soubesse e apoiado por tutti quanti é "intelecto", por tudo o que é Óraculo e Bruxo....Realmente merecemo-lo, que seria a ditosa Pátria sem o sr Silva? L.R.

    ps.Quanto á bruxa da D, Manuela; não foi ela que vendeu umas "coisitas" aos Árabes?E ajudou o Benfica com umas açõeszitas?Ui que "honesta" que a Sra é.....

    ResponderEliminar
  2. ... nos entretantos começou aí a destruição da agricultura (subsidios-para-não-cultivo = jipes)! Os industriais do norte (subsidio = ferrari) gente com grande empenho nacionalista, que atiraram Portugal para o 1º lugar europeu- País com mais ferraris/m2!E o mar Srs. o mar o abate dos barcos de pesca e da marinha mercante...mas é o mar, o mar, omar!...

    ResponderEliminar