quinta-feira, agosto 05, 2010

A policia De Antonio Capuchinho Laranja

Há dias ACapucho naquele seu jeito cinzentão lamentava não ter policias para vigiar as praias.

Dizia que lhe restavam umas trotinetes e uns girinhos para o controle da cambada que transformou as praias da linha num musseque angolano(cito livremente).

Hoje deparo as 13 horas na rotunda da avenida Conde De Barcelona com uma brigada camarária a mandar parar carros, armados em BT, numa operação de assalto ao contribuente.
A nova ordem policial do ministro MAI deu nisto: transformou cada policia num angariador de fundos para o Estado glutão.

Ora, estamos a falar de duas coisas: numa operação de má fé, de abuso de autoridade, de arrogância estatal, contra automobilistas, praticada por uma policia municipal. E estamos a falar no oportunismo de um Presidente de câmara que usa o seu lugar para atacar aqueles que o elegeram para trabalhar pelo concelho, e não para se armar em cobrador de fato macaco, nas esquinas das desmazeladas ruas do concelho de Cascais.

Cascais é dos sítios do pais com mais imigrantes ilegais e que se movimentam à balda provocando desacatos permanentes. Mas a policia de Capucho prefere actuar na colecta da multa em vez de vigiar e controlar quem está no país ilegalmente e que vive em anexos sem licença de habitação.

Capucho devia ter vergonha e pedir desculpa aos tansos que o andam a eleger.

PS : post escrito num iPad sem teclado português. Se os brasucas mandam na nossa escrita, o Steve Jobs está desculpado por não posto ainda em Portugal à venda já o bicho(::)). Parece que lhe disseram que o iPad não tinha hipótese cá por causa da concorrência do Magalhães!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário