segunda-feira, março 22, 2010

Sinais de esturro

Só vi o fim da entrevista de Teixeira dos Santos a MSTavares, hoje na SIC nos Sinais.
Mas o que ouvi deu para me dar a volta ao estômago. E percebe-se como são tomadas levianamente as medidas importantes do governo. Não há uma convicção, um rumo, uma certeza. Nada de novo gatinha::))

Por exemplo: Teixeira dos Santos falando com o jornalista-escritor como se estivesse à mesa do café diz, com toda a calma e estupidez natural, que o TGV é urgente para Portugal não perder competitividade e podermos colocar as nossas mercadorias na Europa.

Grande piadola! Primeiro o TGV não vai transportar contentores, nem garrafas de vinho do Porto, nem ventoinhas de eólicas. E se o Esperto dos Santos o quisesse só seria até Badajoz. Os espanhóis preferem os TIR. Portanto: os 95 por cento das nossas empresas que são nano, pequenas e médias, e que aguentam o emprego que ainda vamos tendo, não precisam de TGV para nada. Basta-lhes o Luis Simões e outros.
O TGV não serve para nada. E vir justificar o elefante voador porque também no século XIX se fez o comboio é para entreter mentecaptos. Habituado que está a esfolar tansos, TSantos acha que a fórmula se aplica a todos. Cuidado!

O homem não consegue justificar o capricho e aflito mete a cassete, chegando ao desplanto de dizer que o país avançou porque no tempo dele demorava um dia a vir do Porto para Lisboa....

Mas quando MSTavares (bastante brando diga-se, e pouco enfurecido aparentemente com a humilhação do seu Porto frente aos lampiões) lhe pergunta onde meteu o Estado o dinheiro do deficit o homem da tabuada responde que a economia já está a dar sinais de crescimento, o que é um insulto para os portugueses. Os tansos-pagantes e os desempregados sem futuro.

Claro que MSTavares devia ter-lhe perguntado como pode um país crescer economicamente e estancar o desemprego com uns zeros vírgulas de crescimento do pib, mas o entrevistador também não é economista. Se ali estivesse o Gomes Ferreira por perto tinha dado um certo jeito...

Leviandade, demagogia e arrogância. Sócrates tira e segue, e hoje até falava que Portugal tinha um closter nas eólicas. Inglês técnico? Não. Conversa fiada para entreter árabes.

2 comentários:

  1. Qualquer transporte terrestre, de Portugal, não coloca nada na Europa, coloca em Espanha...
    Mas eu não consigo compreender porque é que o pais com maior costa da Europa não tem uma marinha mercante. Era muito estapafurdio investir em transportes maritimos?

    ResponderEliminar
  2. Nem rei nem lei,nem paz nem guerra,
    define com perfil e ser
    este fulgor baço da terra
    Que é Portugal a entristecer
    (...)
    Ninguém sabe que coisa quer.
    Ninguém conhece que alma tem
    Nem o que é mal nem o que é bem.
    (...)
    Ó Portugal, hoje és nevoeiro...

    É a Hora!

    Valete, Fratres

    ResponderEliminar