terça-feira, julho 28, 2009

O triângulo Joana Amaral, Sócrates e Louçã

Parece uma birra ciumenta de putos. Louçã está indignado porque Sócrates terá convidado a Joana Amaral Dias para deputada PS.

Joana que está de férias no estrangeiro (portanto: uma burguesa de férias lá fora, só lhe faltando ir tomar chá à Versailles!) não fala, mas já deixou cair uma pequena lamuria por não ter sido incluída na lista do seu BE. Sócrates, que não tem perfil político para convidar Joana Amaral (nem foi ele que convidou Inês de Medeiros!) jura a pés juntos que "jamais" lhe terá passado pela cabeça tal ideia perversa.

Louçã aproveita para insultar Sócrates (uma prática que lamentavelmente parece estar a cair em rotina em certa oposição) e não pensa pedir-lhe desculpa. Francamente!..

Uma cena desgraçada. Aqui até defendo Sócrates. Ele tem o direito de convidar quem quiser para jantar ou para se juntar às listas socialistas. Costa também angariou Sá Fernandes para o seu lado ainda o queixinhas era digno representante bloquista. Ainda por cima há a sensação que Joana Amaral Dias tem os seus dias contados no Bloco. Já foi desautorizada anteriormente por Louçã e nem Miguel Portas já vem em seu auxílio.

O seu tom de menina mimada, sobranceira e com anteriores recaídas soaristas, ainda por cima usando toilletes de marca, não farão dela nunca uma heroína da esquerda festiva.

Joana fica sem dúvida melhor no retrato de grupo de socialistas giras (que o PS tem vindo a constituír num belo portfolio) do que numa galeria onde só combinaria com Ana Drago (que por sua vez também não fica bem numa pose ao lado dos habituais cromos bloquistas).

Também não é crime um Primeiro propor figuras públicas femininas para cargos públicos, só porque estão casadas com outro partido. Se Berlusconi o faz com leviandade, não se percebe porque não o fará Sócrates com qualidade. Quem pode ficar indignado é o eleitorado PS e antes os militantes que dão o corpo ao manifesto para depois virem para-quedistas tirar-lhes os lugarzinhos!

Louçã parece estar a sofrer do síndroma do último a saber. Não quer a Joana Amaral Dias a protagonista, mas também não quer que os outros a convidem para voos mais altos.

Depois do seu ex-camarada empata Fernandes, parece que temos agora um empata votos!

Sem comentários:

Enviar um comentário