quarta-feira, junho 10, 2009

Dias Loureiro pródigo na Santa Terrinha

A Beira-Alta parece saber homenagear os seus filhos mais carismáticos. Foi em Santa Comba Dão no passado 25 de Abril a homenagem do edil local a Salazar, foi hoje a homenagem do edil de Aguiar da beira a Dias Loureiro. Estas homenagens nestas terras tocam o meu sentimento beirão. Sou dali perto, ou melhor os meus pais são de Sarzeda, a escassos quilómetros destes recentes altares de culto personificado. Ainda corro o risco de me homenagearem um dia, embora festas e condecorações não sejam muito atribuídas a fotógrafos. Veja-se a quantidade de artistas que já foram condecorados nos 10 de Junho pelos diferentes presidentes e nenhuma comenda calhou a algum fotógrafo. Só Eanes condecorou Gageiro e teria sido uma justíssima homenagem de Cavaco, se este ano tivesse condecorado esse fotógrafo ímpar que tão bem soube retratar Portugal, Gageiro ou Gerard Castello Lopes.

Mas, dizia eu, que a homenagem que hoje foi feita a Dias Loureiro na sua santa terrinha não deixou de ser um filme de comédia, pelo menos na forma como a vi na SIC. Há um bom plano de televisão: agência do BPN, panorâmica para a esquerda, entra Dias Loureiro em campo, segue-se um passeio entre ele e uma aparente jovem jornalista de micro na mão, numa sequência de racords, como se fosse uma curta sobre o passeio de um ex-conselheiro á sua terrinha acompanhado por uma jornalista gira!

Percebe-se que Aguiar da Beira tem um auditório bestial (como qualquer vila que se preze em gastar bem o dinheiro do contribuinte) e que as autoridades locais são uns patuscos. O homenageado parece estar com pressa e no fim tem direito a tempo de antena, dizendo daquelas frases que já não resultam e que ainda enterram mais quem as profere. Dizer que aprendeu mais na terra do que na escola, que aprendeu os valores da lealdade, da seriedade, da amizade, blá, blá, todos nós aprendemos e cada um os aplica mais ou menos. Portanto aquele tempo de antena não fica bem ao empresário que não quer voltar à política e que diz não haver nela gratidão. Pois não...é a vida!

1 comentário:

  1. ora aqui está algo que deveria ter sido escrito aquando das tropelias do sr dias loureiro , mas que se calhar na altura não dava jeito escrever.

    http://apombalivre.blogspot.com/2010/02/ora-aqui-esta-algo-que-deveria-ter-sido.html

    ResponderEliminar