segunda-feira, junho 23, 2008

Vale na maior e de Bentley em Londres

O senhor procurador-geral não resiste às câmaras. Apontadas para si ele comenta que Vale e Azevedo tem mesmo um mandado europeu. Não percebo porque deve um procurador-geral pronunciar-se sobre casos concretos de julgamentos. Vale e Azevedo é um cidadão como qualquer outro, parece ter sido julgado e condenado num processo banal, igual ou semelhante a milhares de outros em Portugal, porque deve o procurador-geral pronunciar-se ? Só porque o homem se tornou figura pública depois de ter tentado meter na ordem o Benfica? Ou há portugueses que depois de caírem em desgraça são alvo de todas as atenções ?

Confesso que gostei da extraordinária reportagem do Correio da Manhã. Fez-me lembrar alguns trabalhos de reportagem que foram sucessos quando eu estive há 20 anos no Tal & Qual. Muito bem achado: era fácil fazê-la, pois já se sabia a morada do escritório em Londres de Vale e Azevedo, mas ninguém teve a ideia de levantar o cu da cadeira da redacção e de ir investigar.
Depois gostei do Bentley de Vale, do estilo, e daquela postura de quem se está a marimbar num país mesquinho, invejoso e muito, muito medíocre.
Claro que é politicamente incorrecto escrever isto, fora o que não vou escrever mas penso, mas há um aspecto muito estranho nesta obsessão pela culpa de Vale: será que ele é o único "vigarista" em Portugal ? É que não vejo, nem vi, mais nenhum trafulha a ser julgado e preso.

4 comentários:

  1. Apesar de eu conhecer (muito bem) a pinta dos vigaristas, de facto, é estranho o motivo dos holofotes em cima de Vale, de tanta preocupação dos media, e deste blog, com o assunto, sendo ainda mais estranho o facto do PGR de pronunciar sobre este caso concreto, quando tantos vigaristas por aí andam, com consequências mais graves para o país, e que vão à missão quase todos os dias e até tomam a hóstia. Sim, para o país, porque Vale, apenas terá lesado o Benfica, e mesmo isto não ficou lá muito bem esclarecido.

    JJ

    ResponderEliminar
  2. JJ: voçê por vezes é lúcido ::)))

    ResponderEliminar
  3. Quando num pais, uma sentença, transitada em julgado, de burla , aplicada a um individuo que pela profissão que exercia, figurava-se como muito gravosa, ainda é herói!
    Que merda de país, este!

    Aqui se vê a mente colectiva deste país, a funcionar!

    Admitam que são uma cambada de trafulhas que gostam de enganar o parceiro, invejam a luxúria dos Bentleys, choffer , social etc , só que não gostam nem de ser descobertos nem julgados , quanto mais engaiolados!

    O quadro do Vale Azevedo só ficaria completo se andasse de cohiba nos beiços e atrelado à naomi campbell , a passear nas boxes da formula 1 ! Que filme!

    Eu contra o Sr Vale Azevedo , não tenho nada contra! Acho-o porreiro!
    Se ele foi injustiçado , como também existem muitos neste país, que recorra às instancias competentes e se fez tudo certinho como um santo, que nos explique a todos nós como o fez, para evitar que muitos mais inocentes caiam nas malhas da justiça portuguesa!

    ResponderEliminar
  4. «JJ: voçê por vezes é lúcido ::)))»

    Caro anónimo, sabe qual é o "meu" problema?
    É exactamente esse, ser lúcido!

    JJ

    ResponderEliminar