quarta-feira, junho 18, 2008

Que fazer com este Espada ?

Não sirvas a quem serviu e eu acrescentaria: não queiras ter como mandão um ex-revolucionário, aquele género de estroina na adolescência, neo-liberal nos cinquentas. João Carlos Espada era um dos agitadores originais daqueles grupelhos pequeno-burgueses- radicais como era o PCP (R), o partido dos comunas recauchutados.
Confesso que não acompanhei o percurso político deste actual assessor de Cavaco.
Acho que foi director da Voz do Povo o orgão oficial da UDP (onde eu cheguei a colaborar levado pelo Manuel Falcão, então a acabar medicina e a querer ser fotojornalista. Mas colaborei para haver uma quota de anticomunas!!!) mas sei que Espada foi um artista revolucionário. Esta geração de revolucionários engordou em vez de crescer e para agravante usam gravatas foleiras.
Apanhei esta carta de conduta no Meditação na pastelaria, e é genial.
Meus caros: a realidade é mais divertida do que a ficção. Por isso estou no jornalismo.
Tomem lá rizada. Tanto Maio de 68, tanta loja de perfume,
tanta pomba assassinada,
para isto !!! ( cliquem no texto para rirem melhor ehehehe!!!!)



7 comentários:

  1. às vezes pergunto-me se não será um caso clínico...

    ResponderEliminar
  2. Ó Luís:
    Este sr. foi director do jornal oficial da UDP, que se chamava "Voz do Povo".
    Agora é a voz do dono.
    se não lesse não acreditava.....
    metem asco! como dizia o meu saudoso dentista: são umas rameiras, para não ofender as putas.
    olha, que deus nos ajude.

    Um abraço.
    Samuel

    ResponderEliminar
  3. Olá.
    Gostei muito do seu blog que conheci através de uma pesquisa sobre o BesPhoto. Ele há males que vêem por bem!

    Procuro concursos de fotografia sérios. Cujo resultado traga MESMO qualquer coisa para quem V.


    Continuação de um bom trabalho e até logo,

    ResponderEliminar
  4. Que risada!
    Eis porque razão um bronco e pobre de espírito nunca deve fazer um doutoramento. Esta gente ganha um canudo e fica assim: petulante, controleira e tonta.

    ResponderEliminar
  5. Com gente desta não admira que s anedotas sobre os portugueses, para além dos brasileiros desde sempre , sejam já em Bruxelas, um prato famosissimo em qualquer conversa para rir !

    ResponderEliminar
  6. Eu gostava um dia de vestir uns calções de banho, uma t-shirt de uma banda de heavy-metal, calçar umas sandálias e uns óculos escuros e ir passear por essas salas. Tudo isto, claro, depois de passar 2 semanas sem tomar banho para ganhar um odor apurado que deixasse marca.

    ResponderEliminar
  7. É desta "raça" que eles se fazem! Estavam à espera de quê?
    Os novos fascistas estão no poder há muitos anos.
    Espadas, Cavacos, Durões, Sócrates e Guterres, Vitorinos e outros que tais são filhos da mesma semente.
    Vi ontem uma entrevista (RTP1) de Soares a Chavez e entendi tanta coisa...
    O Salazar era um aprendiz destes feiticeiros.
    (moreno)

    ResponderEliminar