segunda-feira, junho 09, 2008

Asfalto quente na luta contra Sócrates


Eu vi: os senhores da ANTRAN saíram do Ministério das Obras e entraram num Mercedes S cinzento metalizado, novinho. Falaram ao lado do ministro do deserto da margem sul e da simpática secretária de estado que adora comboios. Depois Sócrates com ar assarapantado aparece a falar em.... ( segurem-se !) diálogo- disse ele. Portanto o homem está a sentir-se apertado.
Os camionistas são uma classe especial. São fortes, robustos, estão habituados a enfrentare a solidão da estrada e têm por isso uma resistência grande. São fraternos e unidos. Buzinam-se uns aos outros, saúdam-se e usam os walkie- talkie para falarem e avisarem-se da proximidade da bófia rodoviária ( desculpa JS!). Portanto os camionistas estão unidos porque o governo lhes abriu as portas para fazerem lobbie e aproveitaram a deixa para fazerem mais um rol de pedinchísses ao Estado-Providência.
Tal como no buzinão da ponte, que levou Cavaco a 10 anos de travessia do deserto, este ensaio que hoje se fez nas estradas do centro e norte do pais fazem antever um teatro muito mais ensaiado com casa cheia. E bem pode Sócrates apelar ao diálogo e ao bom senso. Quando a válvula da panela rebenta vai tudo pelo ar e a coisa encheu já demasiado.

O problema original deste governo de maioria absoluta é que achou desde o principio que podia enganar o pagode, tributar impostos com carga medieval, mandar sem sensibilidade social. Não há um português que não tenha sido prejudicado e bem por Sócrates. Só as grandes fortunas se podem gabar de uma impunidade e de um facilitismo incrível em transfegas de dinheiro para paraísos fiscais ( se fosse rico fazia o mesmo, e quem não faria ?).

Cá se cobram cá se pagam. E Sócrates afrontou e fez pagar demasiada gente. Os camionistas aí estão na estrada. A luta é no asfalto, os duros avançam os tractores perante umas aves canoras que só vão ter em seu auxílio a guarda avançada nacional. Porrada na canalha- dirá o engenheiro rodeado por aquele comuna arrependido que acabou como capitalista falhado.

4 comentários:

  1. Atenção que os Supermercados são abastecidos diariamente por esta gente! Comida começa a faltar e os preços a subir!
    Isto nao está para brincadeiras!
    O preço dos víveres subirá em flecha. vegetais e frutas do dia, ardeu! Um quilo de fruta vai para 5€.
    Comida só de conserva com 617 dias embalada para estimular o figado!

    Não começem a praticar agricultura no vosso quintal , nao?

    ResponderEliminar
  2. (À semelhança do que aconteceu com os professores) a Antran já veio pôr água na fervura (ou terá sido, antes, uma faca nas costas?), parece que volta tudo ao trabalho. O “Inginheiro” recebeu mais uma garrafinha de oxigénio.

    ResponderEliminar
  3. Mas meus srs este SRE da Anatran
    nunca enganou...bastava têr visto
    o PRÓS E CONTRAS!O" homenzinho",é
    como aquele Amarelo vira latas da
    U.G.T.;OU SEJA ESTRABUCHA E DEPOIS ASSINA POR UM PACOTE DE LENTILHAS!
    Aliás culpados são os associados que não correm com gente desta.L.R.

    ResponderEliminar
  4. Se há coisa que eu não consigo entender é como estas direcções amarelas não são pura e simplesmente corridas.
    Estão a comer à nossa custa e, ao fim e ao cabo,estão a trair as classes que supôem que as representam!
    Tanto esta Antram como a UGT, a Deco e a dos táxis, deviam ser pura e simplemente corridas, para ver se havia uma verdadeira represetatividade destes sectores.Eu desconto para um Sindicato que apoia UGT -o dos Bancários. E não me posso desfiliar destes amarelos porque perco quotizações jápagas e me custaram muito dinheiro. Se não, há que tempos o teria feito. Mas, meus senhores: vamos lá apoiar estes camionistas que mostram que os têm no sítio. Estes são verdadeiros HOMENS. Nos somos mesmo uns merdas-secas!

    ResponderEliminar