terça-feira, março 04, 2008

A reforma dourada de Vasco Franco

APESAR de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, está já reformado. A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador. A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe , segundo o «Diário da República» - apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade. A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social. O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro. Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro. Triplicar o salário . Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de 4000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril. O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses. A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para 2000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao EXPRESSO Vasco Franco. Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de 5000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate em Moçambique já depois do 25 de Abril (????????), e cerca de 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro. Contas feitas, o novo reformado triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.” VERGONHA!
Comentário de Pézinhos na Areia

6 comentários:

  1. E só não ganha 2400 contos limpos porque estamos em contenção de custos.
    Chumbo nessa malta toda!!!
    PS: Por que não juntarmo-nos todos aos profs no dia 8 de Maio. O socas merece que o povo se mostre!!!!

    ResponderEliminar
  2. Andamos nós feitos escravos a trabalhar para pagar a rendinha da casa e estes Marmanjões a gozarem com a nossa honestidade e cidadania!
    Mas isto já vem de trás! Pois continuem a votar neles! E vem o nosso Presidente da República escandalizar-se pelos ordenados desta gente, quando o sistema partiu dele e dele, ele também se serve! É tudo um deboche!

    Por isso é melhor alterarem as estatísticas da pobreza, porque aqui há quem viva muito bem !!!
    Qual Escandinávia qual quê! Portugal é que é bom , porque tem um povo BURRO! Burrinho mesmo !

    ResponderEliminar
  3. A falta de ética nesse país é uma coisa absolutamente indiscretível! Enquanto o povo sai diariamente para o seu empreginho ridículo e de baixo rendimento, para receber uma miséria de salário para no final do mês pagar a casa e as depesas e três dias depois só ter no bolso uns tostões para o cafézito, esses "senhores" que nunca percebi a verdadeira importância deles para o nosso país, ganham rios e rios de dinheiro assim! E mais vergonhosa fica essa notícia quando há tão pouco tempo atrás surgiu um caso bastante mediático na comun. social de uma mulher de uma junta de freguesia no norte que se queria reformar por invalidez, e que viu seu pedido recusado por uma junta médica, esse homem, com cinquenta anos, aparentemente saudável, pede uma reforma e é-lha logo concedida assim, sem uma justificativa credível?! Abaixo a hipocrisia desse país, que venha um D. Sebastião numa manha de nevoeiro salvar esse país dessa crise! Crise para os pobres, evidentemente, que os ricos estão-se a lixar (Desculpem o termo) para isso!

    ResponderEliminar
  4. Já há algum tempo atrás aqui deixei escrito que, toda a vida andei enganado, pois sempre votei nestes GAJOS, convencido que estava de que votava num Partido Politico, afinal estava a votar numa QUADRILHA DE LADRÕES, por mais anos que possa viver, nunca mais subirão às minhas custas, e se o povo tiver juízo, eles terão de ir roubar para outro lado. Faço aqui ECO da sugestão do anónimo das 12H15, vamos todos engrossar a MANIF dos professores no dia 8 de Maio, um país só anda para a frente se tiver bons e motivados professores, e a maldade que lhes estão afazer afecta-nos a todos, se Deus quiser estarei ao lado dos professores no dia 8 de Maio. TODOS À RUA A 8 DE MAIO, VAMOS DERROTAR ESTA ESCUMALHA.

    ResponderEliminar
  5. é fartar vilanagem!

    volta PREC! Precisamos de outra revolução, mas desta vez a sério, com porrada da grossa nestes bandalhos!

    ResponderEliminar
  6. O gajo antes era vereador comuna,mais um que virou casaca :):):) fixe

    ResponderEliminar