domingo, outubro 07, 2007

José Rodrigues dos Santos queixa-se da RTP

A entrevista de José Rodrigues dos Santos à Pública de hoje demonstra uma grande falta de solidariedade para com a administração e direcção da RTP. Os últimos 4 anos não têm sido muito agradáveis para ele na RTP depois do caso Rosa Veloso, a jornalista que ele e a Judite de Sousa não queriam enquanto directores mandar para correspondente em Madrid. Não engoliram o sapo e demitiram-se. Nunca mais foram chefes.
Esta semana José Alberto de Carvalho assumiu a direcção executiva da informação, logo o nosso amigo orelhas ficou de fora e deu esta entrevista que noutras televisões seria alvo de um processo disciplinar no minímo. Acho que não devemos cuspir na mão que nos dá de comer e a solidariedade é fundamental numa empresa, embora as criticas e as discussões internas tenham toda a legitimidade. Internas, não públicas.

A verdade é que mesmo queixando-se e mostrando-se arrependido em não ter aceitado em tempos ir para as privadas, José Rodrigues dos Santos tem tempo para escrever romance atrás de romance( como é possível conciliar a vida de romancista com a de jornalista ?) tem dos ordenados mais altos, se não o mais alto da RTP, e uma série de mordomias fantásticas. Ainda bem. Os grandes profissionais devem ser bem pagos. Mas também devem lealdade e solidariedade às empresas onde trabalham...

7 comentários:

  1. Gosta muito de fazer de virgem ofendida!! É dos pivots mais sem sal da tv portuguesa ...

    ResponderEliminar
  2. Caro Luiz Carvalho,
    Estou parcialmente consigo. Acho que sim, que José Rodrigues dos Santos deve lealdade e solidariedade à empresa onde trabalha. Concordarei totalmente consigo desde que não se confunda isso com vassalagem. É que aí está-se a entrar em terreno perigoso.

    Um abraço e um convite para passar no Pensamentos

    ResponderEliminar
  3. JRS será certamente leal e solidário, mas às vezes "a tampa salta", Luiz.
    Acontece a qualquer um...
    Lá terá as "suas" razões, e naturalmente, que pensou muito bem, antes de responder. Até pq a entrevista foi enviada por correio electrónico, segundo li.

    É um estilo light, que não deixa de ter o seu valor, como profissional e jornalista.

    Rodrigo Guedes de Carvalho tb é escritor. (estilo que tb aprecio, embora diferente de JRS)
    Cuidado com "os tiros no pé", Luiz !

    :-)

    abraço

    ResponderEliminar
  4. Este tipo mama 5 mil por mês e ainda se chora...chorinha

    ResponderEliminar
  5. Nunca entendi como se pode ser pivot e director ao mesmo tempo. José Rodrigues e José Alberto é tudo a mesma treta- não largam o ecrã por nada neste mundo.
    Além do programa "Em Reportagem" (que não maça mas tb não faz mossa) o que aprsentou de novo a informação da RTP nos últimos anos?!? Que comentadores novos apresentou ao público? Que reportagens fez para merecer o crédito do público?
    A RTP é uma instituição que vive asfixiada e os seus jornalistas tb!!!!!! Convivem com a a auto-censura e com a pressão de terem de ir a todas por que são serviço público!!!
    E não há director nenhum que tenha coragem de dar um soco na mesa e acabar com isto. Zé dos Telhados ou Zé Albertinho é tudo a mesma lama.
    cosmos

    ResponderEliminar
  6. A mao que dá de comer? A mao que dá de comer é o povo e JRS é leal ao povo. Sinceramente, não confunadam as coisas. JRS denuncia o que está errado. É um Grande Português!

    ResponderEliminar