domingo, agosto 19, 2007

Os chicos espertos da fotografia

A popularidade deste blogue também tem custos. O maior é que no meio de uma comunidade de entusiasmados comentaristas, que já nem precisam de mim para nada, falam entre si e ainda os vou ver a marcarem encontros fortuitos fora de horas ::))) aparecem uns chicos espertos provocadores que não tendo mais nada para dizer atiram alarvidades julgando que me irritam. Eu não vou começar a responder taco a taco porque isso iria marcar o que eu devo ou não aqui escrever. Se não gostar dos comentários vou apagá-los porque este espaço é meu e não tenho que levar com tipos parvos em minha casa. Ponto.

Mas houve aqui uns comentários que não posso deixar passar. Um refere-se ao Augusto Cabrita,( foto em cima) outro a mim insinuando que sou um sectário para quem a fotografia é só fotojornalismo e que acho a Cindy Sherman um nojo e os artistas plásticos armados em fotógrafos uns diletantes e o lobby da Siza...por aí fora.

Por partes:

O Augusto cabrita foi o fotógrafo mais representativo da fotografia portuguesa contemporânea. Foi um director de fotografia que Di Venanzo elogiou com "Belarmino" e foi um pioneiro na RTP com as suas curtas metragens a pb, câmara ao ombro e uma poesia profunda no olhar. Era um intuitivo que conhecia HCB de trás para a frente. Foi um repórter de tv audaz que filmou com coragem o sismo de Agadir. Ele pertence àquela geração do Baptista Rosa que sendo tipos de direita, envolvidos com o regime, foram experimentalistas, inovadores e fizeram da RTP da altura uma estação de grande qualidade e pioneirismo. Fernando Lopes, Hélder Mendes, Augusto Cabrita, Luís Andrade, Alfredo Tropa e mais alguns, deram um grande contributo para a imagem. Não são do meu tempo, eu sou muito mais novo, mas seguia os seus trabalhos quando tinha 16-17 anos e andava à procura de referências para me iniciar como fotógrafo e como cineasta que sempre quis ser.
Eram tipos que amavam profundamente o que faziam. Ousavam, eram modernistas em toda a acepção da palavra.
Quem vomita arrogância sobre esta gente só pode ser ignorante total.
Não podemos ser inovadores se não soubermos os clássicos. Picasso dizia-o:" para reinventarmos temos sempre de partir do que existe".

Quanto aos estilos de fotografia. Eu sou fotojornalista porque sou jornalista. Mas também sou fotógrafo. Não catalogo a qualidade de um fotógrafo a partir dos meus gostos. Por exemplo. acho que o La Chapelle faz aquilo muito bem, é bom no que faz, mas acho-o detestável.Gosto mesmo muito do Helmut Newton e da Leibowitz, ou da Bethina Reims e não são fotojornalistas. Gosto do Ansel Adams, do Man Ray.... agora meus caros: aquelas vigarices que se apresentam no Besphoto e em muitas exposições da Dona Siza não gosto: são mal executadas, faltam-lhe técnica, são básicas, básicas, básicas.

Um dia em Paris ao ver umas impressões minhas o organizador do Mois de la Photo disse-me:" Luiz podes fotografar o que quiseres mas as impressões têm de ser perfeitas. É como vestir bem, tomar banho. É uma questão de educação no mínimo, de respeito para quem nos vê".

Tornou-se tique em Portugal uns putos arrivistas acharem que os fotógrafos com carreira ( coitados! Carreira em Portugal!) são uns velhadas que vivem à custa do nome e que ganham bem e saem cedo. Esse estigma pega. A prova é que qualquer rapazola que abandonou as fraldas há pouco, já se acha o maior. Conseguem ser chefes em jornais que pagam 500 euros, chegam a fazer reportagens de guerra naqueles tours promovidos pelo exército português no estrangeiro, Afeganistão, Timor etc , têm uns portfolios catricas, mas um fotógrafo de imprensa faz-se com muito trabalho, muita humildade, muita paixão pela fotografia, muita cultura fotográfica.

Trabalhem mais e arrotem menos.

29 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. pézinhos n' ... areia1:32 da tarde

    Uma justa homenagem, sem dúvida, Caro LC, a que faz, ao relevar o trabalho de AC (um trabalho, um pouco esquecido). Bem Haja.

    Só desejo que o Barreiro, terra natal de AC, consiga transformar-se na "Cidade do Cinema", conforme se está a pugnar por isso.

    Ver aqui:

    http://www.rtp.pt/index.php?article=279018&visual=16

    Essa realidade a concretizar-se, seria motivo de grande felicidade para AC, se ainda pertencêsse ao mundo dos vivos. Estou certa.

    E se esta Cidade tem excelentes condições para isso....

    Nomeadamente, junto ao Rio, na antiga CUF, um espaço que deu a Eduardo Gajeiro, o 1º Prémio, na 11ª Exposição Internacional de Fotografia Artística, na China.

    Portugal ficou no mapa, a Oriente, com a fotografia "Poluição" (feita no Barreiro), de EG.

    Ver aqui:

    http://www.rtp.pt/index.php?article=206244&visual=16

    PS - Quanto a comentários cobardes e soezes, é simples:
    - delete !

    :-))))

    ResponderEliminar
  3. Gaspar de Jesus3:35 da tarde

    POIS É LUÍS, SOMOS UM PAÍS DE FINGIDORES E DE INVEJOSOS! GOSTO DE CHAMAR AS COISAS PELOS SEUS PRÓPRIOS NOMES E TENHO POR HÁBITO DAR A CARA, NUNCA ME REFUGIARIA NO ANONIMATO PARA DIZER O QUE PENSO.
    UM PAÍS QUE TENTA FAZER ESQUECER O AUGUSTO CABRITA (PARABÉNS PELA HOMENAGEM)E QUE PÔE DEFEITOS AOS BONS AUTORES FOTOGRÁFICOS SEJAM ELES JORNALISTAS OU NÃO, PARA EM CONTRAPARTIDA FECHAR OS OLHOS, OU PIOR AINDA, INCENTIVAR AS "PATRANHAS FOTOGRÁFICAS" QUE O BES, A CISA, A SERÉM, O SENA, O INEFÁVEL ALBANO, E OUTROS QUE POR AÍ PULULAM, PROTEGENDO LÓBIS E PROMOVENDO LIXO FOTOGRÁFICO, É DE CERTEZA UM PAÍS QUE PERDEU TODA A NOÇÃO DO DECORO E JÁ NEM RESPEITO TEM POR SI PRÓPRIO, RAZÃO TEM O CORONEL FOTÓGRAFO CONDE FALCÃO QUE JÁ DESANCOU FORTE E FEIO NO BESFOTO A PROPÓSITO DE UMA DAS MAIS DESPUDORADAS VIGARICES (LEIA-SE PLÁGIO) QUE ALGUM DIA SE PRATICOU EM PORTUGAL... ABENÇOADO BES! O DINHEIRO ESTÁ ALI MESMO À MÃO... É FARTAR VILANAGEM.
    POR FALAR EM COISAS POUCO SÉRIAS, COMO NÃO PUDE IR A LISBOA, ADQUIRI O CATÁLO DO 7º PRÉMIO VISÃO, E, TAL QUAL JÁ HAVIAS ALERTADO, LÁ ESTÃO DUAS FOTOS BELAMENTE ENCENADAS E PREMIADAS COMO SE DE FOTOJORNALISMO SE TRATASSE...E PARA TERMINAR, TAMBÉM A FOTO VENCEDORA DO WORLD PRESS PHOTO DESTE ANO SE ME AFIGURA UMA BELISIMA ENCENAÇÃO

    ResponderEliminar
  4. Quando o pé-de-chinelo intelectual e os capatazes da saloice paroquiana se unem, nada a fazer.

    Nem o António Ferro que era faxo mas verdadeiramente culto e moderno, escapou. Por isso aproveitemos e bem o ANONIMATO.
    Felizmente, a Fotografia foi ( e é) a partir de certa altura tão democratica que esteve (está) ao alcance de quase todos, sem excepção.
    Foi ( e é) só experimentar !

    Brindemos então à Cidade do Cinema do Barreiro, como brindamos a tantas outras coisas encenadas para os portugueses terem todinhos o seu Portugal dos Canininhos !!!!! Já agora porque não encenarmos um Museu da Liberdade em Sta Comba Dão e outro das Conquistas Espaciais Lusas ao pé de Campanhã ?

    ResponderEliminar
  5. Eu odeio a Siza ...leva-me a massa toda por isso o tóki não era para mim...
    ó Loureiro não atazanes o LC que ele tá velhote e já não tem pachorra para aturar putos reguilas...vao lá Dorar a pílula pa outro lado

    ResponderEliminar
  6. este Gaspar de Jesus é quem ? dono da Corbis? pás o home tá envinagrado com o Platt e com o Albano (?) e com o Sena (?)
    São gajos dos casamentos e baptizados da zona de Paranhos ou de Rio Tinto?
    Andam-se a meter na sacristia para lhe sacar os serviços? e o Prémi da Visão não é uma daquelas chachadas promovidas pelos amigos do LC todos empregados do Balsemão?
    Eu julgava que sim...se me enganei peço desculpa

    ResponderEliminar
  7. lá está o prémi Visão, é mais umas daquelas encenações parolas para portugueses pequeninos mas muito pedantes a plasmarem os grandes prémios internacionais de fotografia, aos quais jamais se atrevem a concorrer, e se o fazem costumam ganahr tampas de carica da super bock .
    Ao World Press concorrem até fotojornalistas do Burkina Fasso mas portugueses é que não se vêem por lá ou não los hay ou então como só tirarm fotos ao Pinto da Costa e aos Costas não são por lá admitidos...ahahahaah

    ResponderEliminar
  8. mas como é que querem fotojornalismo num país que não tem jornais. Só folhas da paróquia
    Elas são a folha do Diácono Monteiro a outro do Abade >Saraiva outra do >Padre Marcelino etc etc etc

    ResponderEliminar
  9. off the record: vale a pena ver Chase Jarvis, documentario sobre fotgrafia "ciclistíca"

    ResponderEliminar
  10. pézinhos n' ... areia5:40 da tarde

    eu gostaria, se não é pedir muito que o Anónimo das 4:02 pm, se explicasse melhor (mas bem "xplicadinho"), porque eu não percebo o seu comentário no que concerne ao Projecto "Cidade do Cinema - sim, porque por enquanto, ainda é só um Projecto, nada aprovado, portanto - para a Cidade do Barreiro.



    Cordiais saudações

    ResponderEliminar
  11. cobardes! compram reportagens de GUERRA. So vao onde ha hoteis de 5 ESTRELAS.......................

    ResponderEliminar
  12. Enquando vocês se arranham uns aos outros,por causa do fotojornalismo, eu fui por 2 horas à praia de faro e estava um espectaculo ! Sim senhor, um espectaculo de praia,como ha muito não via!
    Quanto à fotografia, respeitem o LC que ele já anda À uns anitos nisto e não será por ele que outros não terão sucesso tb!
    A proposito conto-vos que um amigo meu que era fisioterapeuta fez uns trabalhos de fotografia e foi contratado por uma agencia americana, uma das maiores ! Portanto o mercado é global e se portugal é pequenino pois tentem la fora!

    ResponderEliminar
  13. alguém me pode indicar livros ou catálogos de exposições individuais de Augusto Cabrita ?
    Na Fnac e na Bulhosa não há nenhum

    ResponderEliminar
  14. pézinhos n' ... areia9:44 da tarde

    anónimo 9,33 pm,
    Neste momento, não sei indicar. Mas se quizer, poderei falar com a viúva ou o filho de AC, e posteriormente, poderei dizer-lhe. Moramos perto.
    Quando eu souber. Eu deixo a informação neste post.

    ao dispôr.

    ResponderEliminar
  15. mas querem fazer uma Cidade do Cinema no Barreiro? Pensei que a loucura do Judas querer fazer uma Cidade do Cinema em Alcoitão tinha ido pelo cano abaixo !! afinal parece que foi parar ao barreiro !
    Tá tudo malukos e Santa Maria nos acuda afinal não é só o Sócrates e o Governo...o povo também anda destrembelhado ......

    ResponderEliminar
  16. Paulo Sousa12:28 da tarde

    Só é pena que nós por cá, conheçamos melhor o trabalho de outros fotografos não portugueses e muito pouco os nossos.

    Não temos muito interesse em saber do nosso passado.

    ResponderEliminar
  17. descobri o seu blogue hoje, e gostei bastante ( vou lendo aos poucos que tem muita coisa para ler ) reparei nos seus sites preferidos e ( talvez não conheça ) existe um que vem com esses quase todos muitos outros

    aqui fica a morada http://www.eusou.com/jornalista/

    ResponderEliminar
  18. Então não têm que ser arrogantes ?

    Premeia-se a mediocridade!

    Veja-se o BESPHOTO,as aquisições da PLMJ, o lobby da AR.CO, o da Siza, os Danieis, as galerias da porcaria, os compradores analfabetos.

    Conheço excelentes fotógrafos, que deram em fazer lixo fotográfico para parecer arte.Gozam com isto.

    Felizmente, num mundo que é cada vez mais global, não saiem de cá.

    Para ver e mostrar vergonhas chega quando vamos à casa de banho.

    ResponderEliminar
  19. pézinhos n´ ... areia1:11 da tarde

    anónimo 10,46 am,
    não sei se é o mesmo anónimo, a quem me dirigi anteriormente. Bom, não interessa.

    Não percebo o que tem contra o facto de a Cidade do Cinema ser criada no Barreiro ? Não fundamenta.
    Exponha as suas razões, por favor, para eu poder perceber.

    É sempre bom saber opiniões a favor e contra.

    os meus cumprimentos.

    ResponderEliminar
  20. nem Cidade do Cinema nem dos Desenhos Animados, nem no Barreiro nem na Baixa da Banheira.
    Mais uma necrópole cultural com meia dúzia de monos para mostrar a quem?
    Mas não há mais imaginação para que as nobres gentes barreirenses ( adoro beber uma imperial no clube náutico ao fim da tarde a ver o Tejo) tenham coisas interessantes e que lhes toquem directamente o passado o presente e até o futuro?
    Ou estão a pensar trazer para o Barreiro o tarantino o Spilberg a Coppolla e o Zeca Nascimento?
    Vejam lá o que aconteceu ao santana Lopes em Lisboa...queria o Frank Bilbao Gugenheim cuspiram-lhe e mijaram-lhe em cima...e ele só queria o bem do parque Mayer...não queria filmes pornográficos hehehe

    ResponderEliminar
  21. passado fotográfico?

    quer saber???

    dos melhores: pex: Benoliel, Salazar ( este era mais pró artista ) Paz dos Reis antes de todos e o da Golegã mais Studioso, Armando Serôdio, VPalla, Fernando Lemos, Costa Martins, Gerard e Sena da Silva, Alvão lá em cima no Douro, Artur Pastor, Cabrita, Gageiro o único a ter um World Press 2º Prémio oriundo de Portugal e de publicação portuguesa já depois do 25 de Abril c um retrato do Spínola...
    claro estes os mais conhecidos mas houve mais... uns em Àfrica bastante interessantes etc.
    Claro que fotógrafos não falataram como em todo o lado do mundo civilizado né?

    ResponderEliminar
  22. lá me esqueci do Rosa Casaco...e do Paixão e do Amadeu Ferrari e da Beatriz qualquer coisa do Século amigalhaça do Botas e prontos

    ResponderEliminar
  23. "Tamos" num país (?) católico apostólico sei lá, o Norte é beato, Braga, São Bentinho da Porta Aberta, o La Féria levou o Jesus Cristo Super Estrela para o Porto, aqui del Rei que é comercial. Inté vão excursões de Fornos de Algodres à Invicta ver o Jesus.
    Pá proíbam as Festas da Senhora Agonia.
    No entretanto em Paris em Fevereiro deste ano celebrou 50 anos de representações ininterruptas no Theatre de La Huchette na capital gaulesa
    a muito pouco convencional encenação de " A Cantora Careca" do 1/2 romeno e mais que absurdo Ionesco. Por cá faz um ano ou dois que a exposição do fotógrafo sulista William Eggleston ( uma jóia da coroa da fotografia usa com vários livros publicados ) esteve em Serralves com pouca promoçaõ e menos visitantes . Boicote do anti sulistas Luiz Menezes ou do anti patranhas fotográficas Gaspar de Jesus ?
    Pró ano vai a Serralves o fotógrafo sulista ( de Beja) Nuno Cera concerteza e vem a Lisboa sob forte escolta policial Jean Luc Godard pra por a 1ª pedra na Cidade do Cinema da Costa da Caparica onde desde o principio da época balnear não se ouve gritaria mais lancinante que Adeus Maria, ou maria não me Mates que sou tua Mãe ( esta é do Camelo ) Boas féria na Jamaica e um queijo da ilha.

    ResponderEliminar
  24. Afinal a censura tb existe aqui neste blogue há semanas super critico do Santos Silva...
    o 1º comentário foi apagado...heheh
    faz lembrar o Estaline que nas fotos oficiais dos Bolcheviques mandou apagar o Trotsky depois outro mais outro e outro e acabou por ficar sózinho....

    ResponderEliminar
  25. essa do Cabrita conhecer o HCB de trás prá frente tem que se lhe diga.....

    ResponderEliminar
  26. pézinhos n' ... areia9:18 da tarde

    E porque não Caro Anónimo das 3,24 pm ?
    Porque não poderia vir Tarantino ou Spilberg, ao Barreiro ?

    Sabe que ainda não foi há muito tempo que Bono (com os U2) esteve no Barreiro, justamente na zona prevista para a Cidade do Cinema, na ex-CUF, para fazer um video, de um dos últimos trabalhos, no resto daquela paisagem industrial, que ainda lá está ... ?
    Creio que foi, talvez há 2 anos....

    É uma zona muito ampla, à beira do Rio Tejo, excelente para uma Cidade do Cinema, onde se pretende montar um complexo de estúdios de cinema e televisão, que ocupará 30 hectares, dos 324 hectares que constituem o parque empresarial da Quimiparque.

    O Barreiro está no final da sua era industrial, e precisa de um rumo.
    E o rumo poderá ser a Arte da Televisão e do Cinema.
    Porque não ?
    Tem que ser tudo em Lisboa ? É ???

    :-)))

    Obrigada pela atenção de me responder.

    ResponderEliminar
  27. O tal projecto do Judas ...a diferença pézinhos é que o problema posto como vcê pôs agora faz sentido...é uma hipótese não descartável...mas a frio parecia um tudo nada nuvem de fumo
    Se entrarem umas massas boas para o Barreiro reciclar a sua tradição industrial venham elas...pra Lisboa não...senão ainda acabam sugadas nas obras do Metro da Av Ribeira das Naus...

    ResponderEliminar
  28. você não vence pézinhos...você convence

    O Sócrates bem podia aprender consigo

    ResponderEliminar
  29. pézinhos n' ... areia4:51 da tarde

    Não quero vencer, nem convencer.
    Quem sou eu ?

    ... ninguém.

    De qq modo, muito obrigada.
    Bem Haja.

    ResponderEliminar