terça-feira, julho 03, 2007

Um dia duas derrotas para o governo

Notas do dia:

1- Finalmente a Europa põe a casa a dupla tributação no IVA sobre a compra de automóveis. Não deverá dar em nada. O governo vai recuperar ainda mais em impostos e o cidadão gosta pois acha que ter carro é pecado. É um complexo que apanhou todos. Até um colega meu direitista acha que devia andar a pé em Lisboa.

2- Costa reuniu com os do costume no Restaurante Manel do parque Mayer, onde fui imensas vezes quando o Expresso era no Marquês. Na altura era bem frequentado por uns tipos porreiraços de direita. Hoje tem de dar comida a gente que antes vestia de preto em nome da cultura ( lá estava essa figura bizarra da arquitectura o Manuel Graça Dias), juntamente com Lurdes Norberto ( a Munoz da esquerda), o Manuel Salgado e outros que a TV não mostrou.

Aquelas figuras foram convidadas por Costa a usarem a sua criatividade para resolverem em dois anos o Parque Mayer. Aquele apelo com a voz enramelada do candidato só não deu vontade de rir por ser mais uma triste cena dos socialistas miserabilitas ( o povo gosta, o povo adora!). Quer dizer : mandaram o Ghery às urtigas e vão encomendar arquitectura àqueles tristes.É a continuação da arquitectura do SAAL. A esquerda aí está: Bonjour Tristesse!!!

3- Chumbada a lei das incompatibilidades sobre os deputados da Madeira e dos Açores o Governo aí tem mais uma derrota. Uma vergonha a intervenção da deputada PS pelos Açores na SIC noticias. Sócrates tem a cãozoada bem treinada.

4- Se o governo não resolve em tempo útil a bronca da TAAG vai-se arrepender. É bom saber-se que não esta em causa a segurança ( embora custe a acreditar) o que está em causa são regras não cumpridas como o facto de não haver manuais bilingues dos novos 8 aviões que a TAAG comprou.

3 comentários:

  1. A malta veste de preto para disfarçar a gordura já que o preto "parece" tornar as pessoas mais esbeltas, e o resto são tretas,mariquices.

    ResponderEliminar
  2. também há quem se vista de preto para poupar na lavandaria....

    ResponderEliminar
  3. nunoamaro4:23 da tarde

    Talvez me esteja a escapar qualquer coisa, mas não estou a ver o que é que o governo tem a ver com TAAG.

    Quanto à dupla tributação, como é possível o ministro dizer que ela não existe? Das duas uma: ou o homem é mentiroso, ou simplesmente parvo.

    Cumps.

    ResponderEliminar