domingo, julho 08, 2007

Socialistas nervosos com o Instante Fatal

Não resisto a responder a uns comentários que me deitam abaixo só porque tive a ousadia de citar o Inimigo Público naquele que deve ser um dos melhores momentos de humor em Portugal, o Ibufo.

Uns tipos moralistas, politicamente correctos, atiram-se a mim como gato a bofe achando que o meu blogue se está a transformar num Case Study. Mais: eu não sou o mesmo Luiz que Gerard cita no seu livro, até porque então não assinava com Z. Para seguidor da minha carreira o anónimo em causa está enganado: desde que sou fotógrafo de imprensa que assino com Z. E as minhas fotografias pessoais, pb, que marcam um período do fotojornalismo português nada têm a ver com o que escrevo neste blogue e têm tudo a ver. É mais uma leitura do Portugal triste e escuro, terno e ancestral, jovem e novo-rico, melancólico e eufórico, fraterno e violento, crente e ateu, peregrino e lutador.
Num registo está o fotográfico, o autor-fotógrafo, o fotautor ( parafraseando o meu amigo José Mário Branco) no outro o cidadão que vive num país que é o bidé da Europa governado por uma cambada de novos-ricos da política, por gente sem carreira nem títulos, sem grandeza nem projecto, sem ousadia, nem coragem. Sócrates e seus acólitos assenta que nem uma luva nesta descrição.
Não é nada pessoal: até acho Sócrates simpático ( sempre o foi para mim em contactos profissionais), António Costa trata-me por tu, o que não quer dizer que eu não ache Costa o paradigma do cinzentismo com laivos de esquerda. A sua campanha é o regresso do reviralho com a corte de artistas e afins arrastando-se atrás de si, mas sendo fácil ver os interesses que eles defendem e o lugar que já ocupam no lobby da futura câmara alfacinha. Óbvio...

Portanto: os meus detractores podem vociferar contra mim e acharem que sou um cabotino porque me associo aos milhares de portugueses que não querem viver numa nova ditadura, num regime estúpido, numa pátria sem ética. Como percebo este nervosismo ! É o regime xuxialista que começa a desabar. Meus caros: acabou o encanto. É a vida !

3 comentários:

  1. Partilho do excelente humor do iphone bufo, o resto é de quem não consegue descernir, contemporanizar e distanciar. A vaia monumental de ontem devia ter servido uma qualquer lição.

    ResponderEliminar
  2. Quem tem medo do humor, é porque deve sentir as orelhas a arder.

    Isto por aqui começou mal neste fim-de-semana, com assuntos já gastos e sempre com a prosa do costume.
    E à conta disso, não se esqueça que me está a dever um boné.
    É que uma coisa é usar o humor e, porque não, alguma ordinarice saudável. E outra, bem diferente, são conversas estúpidas de “ratazanas”.

    Mas acabou bem.
    Não sei se os "socialistas andam nervosos com o Instante Fatal". Talvez haja aqui alguma vaidade sua.

    Agora que andam nervosos, ai isso andam, porque os últimos episódios em que o povo é empurrado para longe das vistas tem que se lhe diga.
    E o argumento de que isso são coisas de quem organiza as inaugurações é fazer de nós parvinhos. De tal forma que até o meu cão voltou a acordar.

    E não se esqueça do boné.

    ResponderEliminar
  3. Ó Luís, eu só acho que estás a deixar-te empurrar para o extremo da opinião. Pátria sem ética, pois com muito gosto e longa história, agora ditadura? Nervoso andas certamente tu ;)

    ResponderEliminar