quinta-feira, julho 05, 2007

A coragem de Carlos Barbosa do ACP

Parece que Carlos Barbosa, o Presidente do ACP, apanhou uma brigada da BT acoitada atrás de umas moitas e decidiu pôr-se no meio da estrada a avisar os automobilistas que havia por ali uma cilada e ratos da estrada.

Como o invejo ! Na verdade, a postura da BT nas estradas é uma vergonha. Eles não andam de mota, nem fazem patrulha, porque dá trabalho e gasta gasolina ao orçamento, preferem a cobardia do esconde-esconde.

Há tempos um familiar meu foi condenado a pagar 1000 euros de multa porque não resistiu a chamou de malandros a uma brigada que trabalhava sentada na recta que liga a A5 à marginal e onde está um sinal de 70, idiota, posto ali por um engenhocas qualquer que no gabinete achou que 70 devia ser o limite de velocidade.
Quem vem da CREL distrai-se e a 100 é apanhado por uns espertalhaços de mão estendida no final da estrada. Há dias até convidaram a SIC para filmar a cena porque era a primeira vez que iam usar um computador portátil em rede. Isto é tão patético como anunciar ao mundo que hoje usamos telemóvel.

O meu familiar foi caçado por uma outra brigada, parada mais à frente e avisada pelo bófia do carro escondido, que o maltratou, ameaçou, e o obrigou a deixar o carro abandonado na berma da estrada para os acompanhar para a esquadra da BT na A5 em Carcavelos onde foi tratado como um marginal. Meteram-no no carro ao empurrão, como se fosse um gatuno, apesar de se ter identificado e de os bófias saberem de quem era o carro ( meu!) e de que se tratava de gente de bem.

O queixinhas era um chefe de brigada que tem como missão há anos estar dentro de um Nissan branco e fazer da fotografia uma das belas artes de caçar multa.
Foram pedidas desculpas formais, retirado o lado pessoal da hipotética ofensa, que não estava em causa, pois tratava-se de uma forma de legitima indignação cívica perante uma das formas mais injustas e desleais e anti-éticas de fazer policiamento: tratar os cidadãos, todos sem excepção, como marginais, às escondidas.
O juiz achou por bem condenar a 1000 euros a atitude mesmo vinda de um jovem que acabara de abrir uma pequena firma, trabalhar, ser bom cidadão, ter o cadastro limpo e de ter pedido desculpas. Abençoado país que tanta justiça tem e pratica.

Grande Carlos Barbosa. Como patrão era feroz, como defensor dos automobilistas, um leão.

13 comentários:

  1. Você é tramado...
    Quer dizer, eu, estupidamente, enganei-me no personagem.
    E trouxe o Carlos Barbosa para o seu post anterior, sem o homem ser para aqui visto nem achado.

    Até lhe pedi para tirar o comentário. Em vez disso, o Luíz foi-se lembrar desta.

    Olhe, agora ofereça você o boné ao homem.
    E já agora outro ao juiz que aplicou a tal condenação que você ali conta.

    E mais uma vez "acordei o cão".

    ResponderEliminar
  2. coitadinhos dos infractores!
    sao sempre alvos de injustiça. uma análise circunstanciada deste post daria origem a um belíssima tese sobre a teoria do coitadinho sempre perseguido.e era "gente de bem". mas o mais extraordináerio nem é o conteúdo do post: é a linguagem utilizada para definir os bons e os maus num maniqueismo inclassificável.

    ResponderEliminar
  3. as regras são para se cumprir, meu caro...

    se não gosta das nossas leis , vá viver para outro País.

    ResponderEliminar
  4. MANIQUEISMO INCLASSIFICÁVEL ? Isso é a prática da BT: os maus andam acima do limite de velocidade, os bons usam o colete pendurado no lugar do morto. Maniqueismo ? Está a falar nos camionistas bons que foram apanhados a subornar dezenas de zelosos bófias ? Voçê deve ser do SIS ( Serviços de informação do Sócrates)

    ResponderEliminar
  5. Na selva parece que não há radares nem agentes da autoridade e pode-se injuriar à vontade. Em liboa exite uma reserva natural que pode acolher quem se identifica com esse modo de vida, Jardim Zoologico.

    ResponderEliminar
  6. Tome e embrulhe... como os comentários simpáticos com que está a levar.
    É que o Luís quando escreve sobre estes assuntos é sempre mais do mesmo.

    Se eu não gosto de algumas formas de actuação da BT como os radares emboscados, ainda gosto menos dos condutores que conduzem estupidamente na estrada.
    E muito menos de parvoíces, como a atitude do Carlos Barbosa.

    E esta ideia de que os bófias são sempre os "maus" e os "Luíses de Carvalho" são os "bons” é uma coisa que me mete alguma confusão.

    Já que, apesar de lho ter pedido, não tirou o meu comentário no seu post anterior e que lá pus por engano, leve com estes comentários, a que agora acrescento o meu.

    Aproveitando para lhe pedir para, além do boné da GNR para o Carlos Barbosa e para o juiz, que aproveite e compre um também para si.

    Mas o Luíz, à “velocidade” com que escreve, também se deve estar a borrifar para os comentários.
    Porque, quando metemos na cabeça algumas ideias empedernidas, só um dia, quando o azar nos bate à porta, é que damos connosco a pensar no diabo.

    ResponderEliminar
  7. A cena do Barbosa é à Barbosa e para esconder a sua completa incompetência na direcção de uma instituição prestigiada como o ACP. Saudades do Filipe Nogueira que era um cavalheiro e realmente um "senhor" do Desporto Automóvel.
    Claro que detestamos polícias escondidos, mas se estiverem à vista, ninguém os respeita. E detestamos certas arbitrariedades e abusos de poder de muitos agentes da autoridade, BT incluída. Mas a atitude do Barbosa, é um mau exemplo para os aceleras da via pública. Porque não vão acelerar para o Autódromo??? Cada vez morre mais gente atropelada nas cidades e vilas e nas zebras porque há uns pacóvios assassinos que acham que as ruas e estradas deste país são propriedade exclusiva dos donos de veículos motorizados. E sou insuspeito tenho 3, mas convém não desdenhemos os peões e os limites de velocidade para salvaguarda de maior segurança na circulação urbana e não só. Senão qualquer dia desertificamos tb as ruas do país. Ontem dia esplendoroso fim de tarde calorento contem 4 turistas ao pé da Torre de Belém.
    Isto não vem a propósito da circulação ciária e rodoviária ? Talvez não ou talvez sim.....

    ResponderEliminar
  8. errata: em vez de contem leia-se contei
    em vez de ciária leia-se viária.

    Uma gralhas nos textos matam-me saudades dos velhos tempos do jornalismo á boca da rotativa. Com cheiro a tinta ( a Lefranc era a mais cheirosa ) e ao suor dos tipógrafos.

    ResponderEliminar
  9. oh LC vc tá lixado com esta malta dos comentarios! Isto é ser Português , esta estranha forma de ser!!!

    Em Faro os policias tb se punham à saida a caçar em zona de 50 km. Mas, incrivelmente desde o aumento das multas desapareceram! Os gajos tem medo de apanhar algum Inglês que mande um fax para o embaixador e o embaixador puxe nas orelhas do socrates e este manda por os policias de mancinho por causa do turismo!
    As estradas devia ser bem projectas ;Ser bem cosntruidas; bem sinalizadas e bem conservadas e´só depois policiadas!mas não ! são mal projectas (tipo poço da morte );Construidas para meter uns valentes milhoes no bolso; mal sinalizadas ( vá lá que apareceu o GPS) mas são policiadas por policias escondidos (ratazanas)!!
    mas parece que este sistema dá de comer a muita gente !!! mas mata outros! Portugal é assim!

    ResponderEliminar
  10. Que engraçadinho este “Carlos”...!
    A escrever desta maneira, acho que o meu amigo nem para passar multas servia.
    E essa das “ratazanas” só lembra mesmo a patetas.

    Luíz, mais um boné da GNR que você vai ter que oferecer.
    Não se esqueça:
    Um para o Carlos Barbosa, outro para o juiz seu “amigo”, outro para si.
    E agora mais um para esta “ratazana” que aqui se veio armar em pateta.

    ResponderEliminar
  11. "- Um Polícia
    Sou Agente da PSP e digo-vos do fundo do coração, se começassem a investigar a PSP de alto a baixo, iriam encontrar muita coisa que não gostavam!"
    comentario à noticia do CM
    PSP : agentes em tribunal
    Suspeitos de assaltos e extorsão

    Vao ver! a não perder!

    ResponderEliminar
  12. Eu recebi por correio uma prenda da BT, aqui há uns mesitos. Segundo o conteúdo do simpático envelope fiquei a saber que houve um dia em que passei dos 70 na CIRCUNVALAÇÃO (sim, exactamente o mesmo sítio onde hoje mesmo dão 200!), e que por isso teria de pagar mais de 100€ de multa!!

    Provavelmente num dia limpo, pouco trânsito, piso seco, linha recta, pneus, seguro, inspecção, tudo em ordem...

    "Malandros" seria muito pouco! Eu diria hipócritas, cobardes, injustos, perversos, cúmplices... E juntava-lhe alguns palavrões que aqui não ponho para não sujar o blog. Claro que se calhar o senhor agente que lá estava provavelmente até é um tipo porreiro, no cumprimento do seu dever. Os verdadeiros destinatários destes elogios seriam os que montam estas ratoeiras!

    Não se trata minimamente de proteger ou de prevenir, é uma perversa caça à multa e é tão eficiente que basta ver as estatísticas das nossas estradas!

    O mais irónico é que uns dias depois soube que o filho de um vizinho morreu na circunvalação, regressava da viagem de fim de curso. Sim, o perigo da circunvalação são aquelas curvas bizarras e as árvores do separador central, sem qualquer protecção!! Não os tipos cumpridores que não vão de olhos colados no velocímetro para não passar dos 50!!

    M-A-L-A-N-D-R-O!!!

    ResponderEliminar
  13. ps. pensando bem juntaria "CRIMINOSOS" e "ladrões autorizados"!

    Criminosos são aqueles que podiam mudar o que está mal, como o dito separador central deficiente que tantas vidas tem levado, mas em vez disso montam estas ratoeiras de caça à multa.

    "MANIQUEISMO INCLASSIFICÁVEL"?????? Qual? O do aparato hollywoodesco de cada vez que passa a caravana?? Vi eu com estes olhos a BT a parar o transito na autoestrada para a comitiva voltar atrás uma saída... Tinham-se enganado...

    "se não gosta das nossas leis , vá viver para outro País."
    Qual?? De preferência um daqueles em que abrem as portagens naqueles dias de trânsito extraordinário para prevenir acidentes e facilitar a vida ao povinho, que bem merece! Ou daqueles em que instalam um sistema tão simples, que avisa os condutores sempre que algum esperto entra em sentido contrário numa autoestrada.

    Em Inglaterra fizeram uns polícias de cartão que vão colocando nas bermas. Estão bem à vista... Eficácia total!

    De resto isto nem sequer é uma questão de gostar ou não de leis, mas da forma como são aplicadas! A função de uma polícia deve ser proteger, prevenir... Não fazer parte de um esquema autorizado de extorsão!

    M-A-L-A-N-D-R-O-S!!!

    ResponderEliminar