quarta-feira, junho 23, 2010

Maior Exposição do Mundo é a pior exposição da paróquia!

Os fotógrafos gostam geralmente de se lamentar. As razões para as lamurias são a forma como os outros, os que consomem fotografia ou têm Poder na fotografia, desbaratam e tratam com inferioridade a imagem fixa. E assim os fotógrafos sentem-se enjeitados e pobrezinhos.

Enquanto os pintores são considerados artistas, e as suas obras apresentadas em espaços cuidados com boa iluminação e molduras adequadas, mesmos que sejam uns trolhas, os fotógrafos contentam-se e aceitam na boa, em exibirem as fotografias nuns miseráveis cartões colados com fita dupla que cospe as fotos para o chão. Eu também já caí nessa asneira.

Todos os artistas das várias áreas põem condições para exibirem as suas obras, mas os fotógrafos raramente apresentam as obras com dignidade, design, excelência. Emprestam fotos a sucateiros para as pendurarem em qualquer lado. Toma lá faz o que quiseres.

Vem isto a propósito de uma auto denominada exposição de fotografia que está pelo Chiado, e que diz ser a maior exposição de fotografia do Mundo. O disparate começa logo no título.

Um título que remete para uma coisa que não é. Começa logo mal. Foram convidados montes de fotógrafos, uns mais fotógrafos que outros, e eu até nem fui convidado porque não devo ter requisitos para entrar num happening daqueles. Portanto: inconscientemente estou irritado. Mas não será por isso que não vou deixar de dizer o que penso sobre aquilo. Se lá tivesse fotos ia lá e arrancava-as, como o fiz há uns anos na Sociedade de Belas-Artes juntamente com outros colegas, Pedro Baptista e João Bafo, querido amigo já desaparecido.


Deitam-se umas postas de pescada a dizer que é a maior exposição do Mundo (um pimbalhada total) e depois não há cartazes a indicarem onde estão as fotos, não há um grafismo que promova a iniciativa, não há nada que promova a fotografia e os fotógrafos.

Eu ontem andei a fotografar Chiado- abaixo, Chiado-acima e o que vi foi uma montra com umas fotos da Rita Carmo, uma fotos escondidas num saguão do António Pedro Ferreira ( que encontrei porque ele me fez um desenho (!) para saber onde estavam escondidas, e um retrato do Xanana do Orlando Teixeira numa montra de promoções.

Para fazerem isto era melhor estarem quietos. A dignidade da fotografia assim não chega a lado nenhum e a forma pouco profissional e censória com que eliminaram fotógrafos incómodos também não contribui para dignificar um evento de tontassos totais.

9 comentários:

  1. Olá,

    Quando lá fui no Domingo, também andei a espreitar nas montras e até comentei com a minha Mulher que as fotos estavam muito escondidas, algumas são de pouco interesse e até lá há uma con um erro gramatical.
    É uma pena...

    ResponderEliminar
  2. totalmente de acordo, arrependido estou eu por ter enviado uma fotografia para lá!!! sorte é que não a encontro em laod nenhum:))
    se calhar devia ter enviado um pôr do sol:)

    ResponderEliminar
  3. Luis tenho pena que penses assim. Ninguem foi eliminado e não conheço, nem nunca ninguem falou em algum momento em fotografos incómodos. Selecionaram-se esses, como puderiam ser outros, e é impossivel convidar todos. A maior exposição do mundo é uma marca, um objectivo a tentar, a perseguir, e isso já foi muitas vezes explicado. Num país onde nada se faz, tiro o chapéu em quem ainda tenta fazer alguma coisa, apesar das muitas vozes que sempre se levantam a apontar o dedo. Podes acreditar, e eu sou insuspeito, porque apenas ajudei com boa vontade e apoio que se fez o melhor que se pode. Considero que o lote das exposições individuais foi bem escolhido a não ser que o Carlos Gil, a Rita Carmo, o Topê, o Gerard, a Rita Carmo, o Carlos Ramos, o Benoliel e o Relvas, ou até eu próprio não sejamos dignos de figurar no cartaz. Tudo isto foi feito com apoios minimos e tempos apertados e a exposição que viste nas montras destinou-se a proporcionar a fotografos anónimos, ou não a possibilidade de mostrarem algo de seu, bem como aos lojistas de lisboa de puderem expor algo de diferente para além de grafittis e montras desarrumadas. Não foi perfeito? Pois não, mas foi um inicio, alguma coisa, algo que merece ser apoiado e quiça ajudado a crescer. Repara também que para além disso foram realizados no ambito do evento dois colóquios na FNAC, um pela APAF e outro pela Kameraphoto e pela 4See. També te chamo a atenção para o facto do IADE, a ETIC e a ARCO estarem envolvidas, de ter sido feita uma revista inteira sobre o evento e tudo isto, repito, com quase nada. De facto tens razão, muita coisa não correu bem, foi a primeira vez, houve grandes dificuldades, muita falta de apoio, muitos obstaculos inesperados. Mas tentou-se e lutou-se e eu espero sinceramente que se repita.
    Fico ao teu dispor para quaquer esclarecimento
    Com consideração
    Angelo Lucas

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada Luiz pelo o aviso, para que no meu entusiasmo consumista de fotografia, não fosse a correr ver essa tal exposição.
    Só faltar apontar o dedo aos culpados. Quem é que foram os organizadores de tão desorganizada exposição?
    Isabel Santiago Henriques

    ResponderEliminar
  5. Quero agradecer ao Angelo Lucas o facto de nas exposições individuais nem ter mencionado o meu nome,que eu saiba estou lá,mas ok, eu sei que não sou digno de figurar em tal cartaz aliás nunca andei a lamber botas nem a cravar cursos de Photoshop. Muito engraçado que no meio disto tudo quem teve de montar a minha exposição fui eu porque foi vergonhoso estar a ver as imagens a cair ao chão no dia da inauguração com Governador Civil a assitir a tão triste trabalho onde 3 das imagens já estavam todas cheias de mossas. Eu de certeza que fui o único que teve de lá ir 4 vezes para montar algo que uma tal equipa de montagem não soube fazer, aliás é ridículo uma equipa de montagem voltar ao local para emendar algo que devia de ter sido feito logo à primeira e para emendar a burrice acabam por furar as imagens.. Claro que o Sr Ângelo Lucas para me cravar um curso de Photoshop de borla no dia da apresentação da exposição à comunicação social no palácio foz já se lembrou do meu nome. Obrigada Angelo mais não digo.

    ResponderEliminar
  6. Caro Jorge
    não fui eu que organizei coisa nenhuma, apenas ajudei. Não é da minha responsabilidade o que aconteceu ou deixou de acontecer, mas de facto apoiei e incentivei e de nada me arrependo. Também não me lembro de te cravar curso nenhum, mas enfim. Muito menos entendo porque tens que vir expor essa situação em publico sem antes falares comigo no sentido de esclarecer as coisas. Tudo isto foi uma supresa para mim, sobretudo o teu comportamento. Obrigado pela lição de vida e o resto que possa dizer já foi dito no meu post anterior. Quanto ao resto as nossas vidas falam por nós.

    ResponderEliminar
  7. Aurora Diogo12:08 da manhã

    Lamentavelmente Zé, estas a visar a pessoa errada, houve de facto muitos problemas com a equipa que montou a exposição, quer as montras quer as individuais, cabe-me a mim assumir essa responsabilidade. A tua exposição foi referenciada em toda, a pouca, comunicação.
    Só não entendo que, depois deste teu comentário me tenhas convidado para o teu projecto, o COMM.
    Estou a partir deste momento, FORA!

    ResponderEliminar
  8. Cara Aurora, não entendo o seu espanto, aliás não entendo como só ao fim de 6 meses leu esta mensagem. Ela foi colocada imediatamente ao post do Angelo e ainda a exposição estava a decorrer. Fiz-lhe um convite para o meu projecto COMM onde diga-se você nada fez, na última reunião chegou a levar pessoas que nada tinham a ver com o projecto, com a agravante que chegou atrasada à mesma reunião. Mas fiz-lhe o convite porque entedia que a equipa de montagem nada tem a ver consigo, não foi a responsável pela má montagem, mesmo que aqui queira assumir as culpas não a vejo como responsável, Continuo sem entender o seu problema já que me disse que a exposição estava mal montada no dia da inauguração e se queixou de imagens que caiam nas outras exposições. Agora não pensava que eu a ia continuar contar consigo para o COMM, à sua custa o projecto atrasou-se um ano., e acredite que a mim também não me caiu bem.
    Podia continuar e a Aurora deverá entender que não me cala, não gosta de críticas AZAR, engraçado que despediu uma curadora porque esta não concordou consigo. Veio a contratar alguém que nada fez e que lhe destruiu o projecto, não a vi ter a mesma reacção com o seu suposto curador.
    Mas pelos vistos tem os mesmos problemas do seu amigo Angelo Lucas, vocês não sabem ler, pelos menos a Aurora sabe escrever, o seu amigo bem no meu nome acertou. Quanto ao Angelo Lucas escusa de enviar mails em espécie de ameaça não me mete medo, e acredite que não passo o tempo a pensar em inúteis como ele, além disso cravou-me um curso perante mais gente que podem confirmar a nossa conversa.
    Aurora leia o que afirmo e se encontrar referencia na resposta colocada neste Blog pelo Angelo Lucas ao meu nome, eu próprio faço um pedido de desculpas público, mas leia bem ok Faço-lhe um favor, aqui fica a parte a que faço referência.
    “a não ser que o Carlos Gil, a Rita Carmo, o Topê, o Gerard, a Rita Carmo, o Carlos Ramos, o Benoliel e o Relvas, ou até eu próprio não sejamos dignos de figurar no cartaz. “
    Gostaria de relembrar a Aurora que no dia da inauguração, antes de eu entrar no Governo Civil de Lisboa já a Aurora me estava dizer que havia um problema com a exposição, as imagens tinham caído e estavam deterioradas. Assim que entrei na sala e perante o Sr. Governador Civil, e você lembra-se bem, houve imagens que voltaram a cair, deve de se lembrar ainda que a exposição foi encerrada para que lá fosse alguém montar. Fui lá eu mais a Andreia, lembro-me que também foi mas o seu telemóvel não parava de tocar e a Aurora acabou por ir tomar o pequeno-almoço e só voltou já eu e a minha esposa tínhamos a exposição montada.
    Para quem ler este post, gostaria de informar que não andei a lamber botas para participar na exposição, fui convidado e visto que a pessoa que me convidou bateu com a porta enviei um mai à Srª Aurora Diogo afirmando que se não me quisessem incluir eu aceitaria a decisão
    E Angelo Lucas onde é que eu o acuso de ter responsabilidades na montagem ou na organização
    “não fui eu que organizei coisa nenhuma, apenas ajudei. Não é da minha responsabilidade o que aconteceu ou deixou de acontecer, mas de facto apoiei e incentivei e de nada me arrependo.”
    Lê no meu post alguma referencia a esse facto, ou mesmo nos maisl que trocou comigo , se quiser eu posso publicar os mesmos?
    Quanto à lição de vida Angelo, tu é que dás umas boas às pessoas, mostrando que este mundo está cheio de oportunistas, e acredita que a minha vida fala por mim, a ti nunca te pedi nada, nunca te cravei nada, nem a ti nem a ninguém, e ao contrário do que me envias nos mails, eu não perco tempo a pensar em ti. Falar contigo antes de escrever aqui? Porquê não sabes o que dizes às pessoas, não tens consciência de abrires a boca? Posso-te colocar frente a frente com quem ouviu, mas já sabemos que o repórter de guerra a candeia que vai à frente vai continuar a afirmar que não, o que me fez foi uma proposta de vida. Queres que transcreva a nossa conversa para aqui? É só dizeres.

    ResponderEliminar
  9. Cara Aurora, não entendo o seu espanto, aliás não entendo como só ao fim de 6 meses leu esta mensagem. Ela foi colocada imediatamente ao post do Angelo e ainda a exposição estava a decorrer. Fiz-lhe um convite para o meu projecto COMM onde diga-se você nada fez, na última reunião chegou a levar pessoas que nada tinham a ver com o projecto, com a agravante que chegou atrasada à mesma reunião. Mas fiz-lhe o convite porque entedia que a equipa de montagem nada tem a ver consigo, não foi a responsável pela má montagem, mesmo que aqui queira assumir as culpas não a vejo como responsável, Continuo sem entender o seu problema já que me disse que a exposição estava mal montada no dia da inauguração e se queixou de imagens que caiam nas outras exposições. Agora não pensava que eu a ia continuar contar consigo para o COMM, à sua custa o projecto atrasou-se um ano., e acredite que a mim também não me caiu bem.
    Podia continuar e a Aurora deverá entender que não me cala, não gosta de críticas AZAR, engraçado que despediu uma curadora porque esta não concordou consigo. Veio a contratar alguém que nada fez e que lhe destruiu o projecto, não a vi ter a mesma reacção com o seu suposto curador.
    Mas pelos vistos tem os mesmos problemas do seu amigo Angelo Lucas, vocês não sabem ler, pelos menos a Aurora sabe escrever, o seu amigo nem no meu nome acertou. Quanto ao Angelo Lucas escusa de enviar mails em espécie de ameaça não me mete medo, e acredite que não passo o tempo a pensar em inúteis como ele, além disso cravou-me um curso perante mais gente que podem confirmar a nossa conversa.
    Aurora leia o que afirmo e se encontrar referencia na resposta colocada neste Blog pelo Angelo Lucas ao meu nome, eu próprio faço um pedido de desculpas público, mas leia bem ok Faço-lhe um favor, aqui fica a parte a que faço referência.
    “a não ser que o Carlos Gil, a Rita Carmo, o Topê, o Gerard, a Rita Carmo, o Carlos Ramos, o Benoliel e o Relvas, ou até eu próprio não sejamos dignos de figurar no cartaz. “
    Gostaria de relembrar a Aurora que no dia da inauguração, antes de eu entrar no Governo Civil de Lisboa já a Aurora me estava dizer que havia um problema com a exposição, as imagens tinham caído e estavam deterioradas. Assim que entrei na sala e perante o Sr. Governador Civil, e você lembra-se bem, houve imagens que voltaram a cair, deve de se lembrar ainda que a exposição foi encerrada para que lá fosse alguém montar. Fui lá eu mais a Andreia, lembro-me que também foi mas o seu telemóvel não parava de tocar e a Aurora acabou por ir tomar o pequeno-almoço e só voltou já eu e a minha esposa tínhamos a exposição montada.
    Para quem ler este post, gostaria de informar que não andei a lamber botas para participar na exposição, fui convidado e visto que a pessoa que me convidou bateu com a porta enviei um mail à Srª Aurora Diogo afirmando que se não me quisessem incluir eu aceitaria a decisão
    E Angelo Lucas onde é que eu o acuso de ter responsabilidades na montagem ou na organização
    “não fui eu que organizei coisa nenhuma, apenas ajudei. Não é da minha responsabilidade o que aconteceu ou deixou de acontecer, mas de facto apoiei e incentivei e de nada me arrependo.”
    Lê no meu post alguma referencia a esse facto, ou mesmo nos mails que trocou comigo , se quiser eu posso publicar os mesmos?
    Quanto à lição de vida Angelo, tu é que dás umas boas às pessoas, mostrando que este mundo está cheio de oportunistas, e acredita que a minha vida fala por mim, a ti nunca te pedi nada, nunca te cravei nada, nem a ti nem a ninguém, e ao contrário do que me envias nos mails, eu não perco tempo a pensar em ti. Falar contigo antes de escrever aqui? Porquê não sabes o que dizes às pessoas, não tens consciência de abrires a boca? Posso-te colocar frente a frente com quem ouviu, mas já sabemos que o repórter de guerra a candeia que vai à frente vai continuar a afirmar que não, o que me fez foi uma proposta de vida. Queres que transcreva a nossa conversa para aqui? É só dizeres.

    ResponderEliminar