sábado, julho 04, 2009

A patética noite do vitorioso Vieira e acólitos

O espectáculo indigente, dado ontem durante grande parte da noite pelas televisões de notícias, foi bom para recordar como um exemplo de mau jornalismo, condicionado pelas audiências.

Percebo que uma perda de audiência brutal seja muito penalizadora, mas que diabo não podemos por tudo à frente em nome dos caprichos do povinho. E canais como a RTPn (a que melhor fez o directo do ponto de vista técnico) quer a SIC n, não precisam de cair naquele tipo de cedências. Deixem isso para a TVIn com os seus pirosos separadores. Deviam reportar mas não assim.

O senhor Luis Filipe Vieira não é o chefe da Pátria e o doutor Manuel Vilavinho não é o Dalai Lama. Portanto: por em directo durante longos e penosos minutos uma câmera a abanar aos solavancos, com um pivot sem saber o que dizer nem o que fazer (não lhe invejo a situação!), fazendo lembrar aqueles directos lamentáveis do tempo da RTP antes das privadas, dar directos destes... era melhor estar quieto.

As eleições para o Benfica são a versão B do que é a política portuguesa. Manobras,
chicos- espertos, uma justiça sem poder e contraditaria, um povinho manobrável e que legitima com 80 por cento de abstenção uns ditadorzecos de pacotilha.

Foi revelador, ver ao lado do vencedor já algumas figuras da política e que se mexem sempre como sombras por detrás do Poder. Lá estava Luis Nazaré, um socialista de peso, ex-presidente dos CTT, o mesmo que desancou a DECO quando esta revelou que os CTT prestavam um serviço medíocre aos utentes, lá estava um tipo que foi deputado do PSD e que um dia teve o descaramento de insultar o então Presidente Mário Soares em plena AR., muitos se colocavam já no tabuleiro do xadrez.

Ali estava a total promiscuidade entre futebol e política ( Bagão Félix apressou-se a reconhecer que a vitória de Vieira era legítima) e as televisões a darem àquele circo tanta importância como a uma noite de eleições nacionais.

Isto é: o povinho acaba por assimilar que votar no Vieira dos pneus é igual a votar na dona Leite ou no engenheiro Sócrates.

Talvez seja verdade: trata-se em ambos os lados de encher chouriços.

6 comentários:

  1. Luis, LAMENTÁVEL é isso tudo e mais o facto de para a bola DEIXAREM TUDO para ir votar, mas nas quando são chamados a mudar os destinos do país, deixarem de votar para FAZER DE TUDO.
    O povo, nós, temos o que merecemos.

    ResponderEliminar
  2. Por falar nisso.... queria ver notícias, mas estão os 3 canais a dar uma conferência de imprensa com "o garoto" do clube.
    (só estou a usar a palavra que ouvi).

    ResponderEliminar
  3. A SIC-N fez grande merda mais uma vez. Interrompeu o Expresso da Meia-Noite para mostrar aquele bando de energúmenos a bolsar em directo. Continuem assim e as audiências baixão ainda mais. O que é mais grostesco é que será o sector da imprensa (da Impresa) a pagar os desvarios da Sic.

    ResponderEliminar
  4. Que se dane. mas este é o país real e ele está presente em todos os estratos sócio-económicos. Porque tinha a televisão, os noticiários os jornalistas de serem diferentes até os ctedráticos são vulgares. Até os juízes são medíocres. A qualidade hoje não é gabarito. Bem-aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus.
    Azar aos outros que têm o inferno na terra.

    ResponderEliminar
  5. Achei tão lastimável que desliguei.Lembrei-me daquela vez em que a SICN convidou o P.Santana Lopes para uma entrevista e, pela chegada do Mourinho a entrevista foi interrompida. Resultado:Santana levantou-se e foi-se embora!Com honra!Digam lá que não foi Homem!Se fosse o Costa, irmão do outro mestiço, com certeza que ficava a rir, de matraca aberta, à espera de pmais umas aleivosias!
    Estas atitudes são para quem os tem no sítio!E o Pedro tem-nos!

    ResponderEliminar
  6. E hoje, é só mariquice....
    O que vale são os restantes canais da tv cabo.
    É degradante ver ao ponto a que a informação chega.....

    ResponderEliminar