domingo, junho 15, 2008

Enrolem as bandeiras: Scolari já não mora aqui !

O futebol acaba por dar o retrato da mentalidade de um país. O nosso futebol é mau com jogadores geniais que por acaso são emigrantes. E lá fora são muito bons. Trabalham em clubes estruturados com gente competente. Todos sabemos como o melhor génio metido numa equipa dirigida por mentecaptos acaba por ficar reduzido ao nível deles.
Scolari é um tipo muito irritante. Era um jogador medíocre que graças a umas fintas que ele soube fazer ao destino acabou em treinador. Aquela máxima " quem sabe, sabe, quem não sabe ensina" aplica-se que nem uma luva ao gaúcho. Numa palestra que ele deu, e em que eu estive, fiquei parvo com o talento da figura e até escrevi no Fatal do meu espanto pelo talento do bicho. Depois acabei por achar que o tipo é um espertalhaço que veio para Portugal ganhar uma fortuna para dirigir uma equipa que raramente tinha os jogadores certos a jogar no sítio certo. Depois reza à santa e a coisa diz que dá, diz que Deus dará.

O murro no jogador em directo, e a falta de carácter que demonstrou ao não querer que o puto Ronaldo falasse de transferência durante o Euro e ser ele a anunciar a sua própria transferência é de uma total falta de vergonha. O tipo tem uma daquelas qualidades brasileiras pela qual muitos irmãos são conhecidos: a capacidade de enganarem o melhor amigo dando palmadas nas costas enquanto manejam a navalhita cobarde.

A derrota de hoje tem a ver com este estado da coisa futeboleira. O tipo que gosta mais de dinheiro do que macaco de banana já está com a cabeça em Inglaterra e está-se bem a marimbar para a equipa portuguesa. Que perde ele se nós perdermos ? Pouco. Ninguém se vai lembrar da derrota de Portugal dentro de dias nem do Scolari e do seu escritório na curva da auto-estrada.
Os portuguesinhos vão continuar com as bandeirolas pregadas nas janelas e enroladas nas vidraças dos seus carritos. Pobres, tristes, depois de colonizados por um espertalhaço gaúcho. Tirem-nos deste filme, please !

7 comentários:

  1. Engenheiro11:39 da tarde

    Não será antes "Quem sabe, faz, quem não sabe, ensina"?

    ResponderEliminar
  2. é o mesmo. Só que quem sabe sabe é mais giro como escrita. Penso eu de que...

    ResponderEliminar
  3. o país está a saque... quem é o próximo?

    ResponderEliminar
  4. "E eu é que sou burro"... Com 35.000€ por semana no Chelsea...!?
    JJ

    ResponderEliminar
  5. Não é 35.000€, mas sim 35.000 contos.

    Já agora, então, o culpado da derrota com a Suíça foi o treinador!?
    E os jogadores, que andaram a treinar bolas à trave e que a partir dos 60 minutos de jogo deixaram de estar em campo!?
    E o árbitro, que deve ter tirado o curso em Marte!?

    Eu vou recomendar ao "gaúcho" do Madaíl que contrate um treinador da selecção que se alimente sobretudo de fruta e de chocolates e que não ligue ao dinheiro, e que seja um homem de sucesso.

    É que o Scolari, além de "burro", vive com a mesma mulher há 30 anos, e gosta de dinheiro (até eu...)

    JJ

    ResponderEliminar
  6. Fui agora ler o Correio da Manhã e lembrei-me de outro hipótese para treinador da selecção, tendo em conta esta: «José Sócrates é o líder partidário em quem os portugueses mais confiam para desempenhar o cargo de primeiro-ministro...».

    JJ

    ResponderEliminar
  7. nunca pensei viver o suficiente para me ver a comentar a bola, mas aqui vai. o que scolari fez é inteligente do ponto de vista táctico: poupou os jogadores importantes num jogo que era a feijões e rodou outros jogadores a ver no que dava. arriscou-se a perder mas que se lixe. ninguém o contratou para se expor a uma derrota patética por questões tácticas. os jogos são para se ganhar. sempre. ainda bem que vais levar esse teu bigode para londres. diverte-te com os jornalistas ingleses. vais adorá-los (eles já te adoram, como se tem visto).

    ResponderEliminar