sábado, dezembro 01, 2007

Homenagem à Ginginha do Rossio


Esta ginja nem já a ASAE a pode tirar. A minha homenagem ao pequeno comércio original, cultural, e tudo. Fotos: Luiz Carvalho

10 comentários:

  1. Ainda se lembram de quando, muito preocupada com o nosso bem estar e a nossa boa forma física, a Dinamarca propôs a pasteurização das massas queijeiras?
    E houve quem embandeirasse em arco... santa ingenuidade e abençoada ignorância!!!

    ResponderEliminar
  2. Se passarem a vender mescal já pode ser..

    ResponderEliminar
  3. A Ginginha não pertencia ao Cartel!
    Por isso foi-se!

    ResponderEliminar
  4. ou eu me engano muito ou a nova PIDE (asae) ja esta aí.

    ResponderEliminar
  5. Sugiro a leitura desta entrevista:

    http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=268078&idselect=229&idCanal=229&p=200

    ResponderEliminar
  6. Se as autoridades não cumprem com as suas responsabilidades, chovem as críticas.
    Se as autoridades cumprem com as suas responsabilidades, chovem as críticas... também.
    Não percebo este pessoal...!

    É claro que a ASAE bem podia fazer o seu trabalho de forma mais discreta, sem o circo mediático de que se faz acompanhar.
    Mas, tirando o circo em que os palhaços são, não apenas a ASAE, mas também os jornalistas e fotojornalistas que se deliciam com estas reportagens, afinal, não é um facto que a ASAE se limita a cumprir com as suas competências, ou seja, a justificar os impostos que pagamos para que façam o seu trabalho, para que cumpram o seu dever?
    Ou será que estamos mal habituados?
    Ou será que não faltam mais ASAE's neste país, para pôr os chico-espertos, que montam as bancas em qualquer passeio, que têm ratos nas suas cozinhas (incluindo nos restaurantes finórios), que vendem material contrafeito, etc, etc...?
    E será que se esquecem, ou sabem, que o actual responsável da ASAE foi dos primeiros directores gerais da antiga Direcção Geral de Viação, hoje Alta Autoridade de Já Nem Sei De Quê, a pedir sindicâncias, alertando para os problemas de corrupção, ao ponto de terem que acabar com a DGV e hoje ninguém perceber bem o que é?
    E será que não é ainda mais grave que o trabalho da ASAE não esteja a ter consequências ao nível da aplicação das coimas e processos nos Tribunais, por clara falta de pedalada das autoridades administrativas e jurisdicionais, tendo em conta a pedalada a mais da ASAE?

    Sabem o que me apetece dizer-vos, àqueles que criticam por se fazer e por não se fazer?
    É mandar todos para o c******, cumprimento que a norte do mondego não é ofensa.
    Pior seria de vos mandasse à m****.

    ResponderEliminar
  7. Claro está... que o comentário de JS só podia ser anónimo! Insisto:
    Se a ASAE fosse a Madrid, fechava(m) a ASAE!!!

    ResponderEliminar
  8. O gajo da foto tem cá um estilo...

    ResponderEliminar
  9. «Claro está... que o comentário de JS só podia ser anónimo!»

    Meu caro Vilhena,
    Ou você anda distraído, ou anda por aqui há pouco tempo.
    Olhe, nem de propósito..., ou anda a precisar da ASAE para que saiba que o "JS" não é "anónimo" neste blog.
    Se quiser confirmar tenha o trabalho de ir verificar os posts que habitualmente aqui comento.

    ResponderEliminar
  10. Subscrevo JS, o que escreveu.

    Mas como sabe é muito difícil lutar contra o oportunismo, qualquer que seja a forma de que o mesmo, se reveste neste país de XICOS ESPERTOS.

    Fazer BEM, MAIS e MELHOR é a única forma possível para que Portugal saia do atraso em que se encontra.

    Dói ?
    Claro que dói.

    E viver como se vive, sem o menor escrúpulo de cumprimentos das regras de higiene, de segurança, de trânsito, de..., de .... ?

    Também dói !!!

    A quem ?

    às vítimas desse incumprimento.

    É esta a realidade.

    cumprimentos.

    ResponderEliminar