terça-feira, junho 13, 2006

Burocracia autárquica

O choque tecnológico numa junta de freguesia do Alentejo. Um edifício novo numa terra com meia dúzia de almas. Uma funcionária muito simpática e disponível. Atrás dela um computador recente, com dvd-room, teclado modernaço, em cima de um armário onde não será possível utilizá-lo. Na secretária de atendimento um telefone e montes de papeís. Para pagar a conta da àgua a funcionária liga por telefone para a Câmara. Para a conta passar a ser paga por débito em conta terá o utente de se deslocar à sede do concelho. É o retrato do nosso Portugal. Computadores para enfeitarem, porventura sem net, sem formação dada aos funcionários. O utente que se desenrasque. Depois admirem-se que venham considerar as juntas de freguesia dispensáveis. Assim são.

Sem comentários:

Enviar um comentário