quarta-feira, maio 10, 2006

Dolores e Infante no jardim


Manhã de Sol em Lisboa.

Descubro o jardim do Museu do Teatro ao encontrar-me por lá com Carmen Dolores e Diogo Infante.


A missão é fotografá-los para ilustrar uma conversa entre estes actores que tão bem marcam e definem duas gerações de grandes artistas.

É a primeira vez que fotografo Diogo e a Senhora Dolores a segunda.

A sessão não durou mais de um quarto de hora.
A meu favor a luz, o sítio e sobretudo aquelas personagens de uma grande riqueza humana e profissional.
Fácil: pedi-lhes cumplicidade na pose, o que nem era preciso: a corrente passava entre os dois. Assim é fácil fazer retratos, quando os modelos se assumem, sem falsas poses. Sinceridade. Fica tudo gravado com a emoção que a câmera permite.

Na despedida uma frase linda de Carmen Dolores:" Sou mais optimista hoje do que quando era jovem".

Sem comentários:

Enviar um comentário